#Chester Bennington, considerado por muitos um dos grandes nomes do rock na primeira década de 2000, perdeu a vida, nesta quinta-feira (20), depois de ter se suicidado em casa, ao se enforcar em seu quarto. Tal como informa o site do portal “UOL”, o último show da brilhante carreira do vocalista dos #linkin park aconteceu em Birminghan, Inglaterra, no dia 6 passado.

Como acontecia regularmente nos concertos da banda americana, Chester protagonizou um momento que promete ficar eterno no seu percurso, mas também de uma das maiores bandas do mundo. Cantando de forma muito emocionada o êxito “Crawling”, que fala de dor e sofrimento, o vocalista decidiu ir para junto dos seus fãs, cantando e gritando a poucos centímetros deles e protagonizando um momento único.

Publicidade
Publicidade

Foi com enorme choque e tristeza que o mundo soube da notícia de que Chester havia tirado a própria vida na manhã dessa quinta-feira. Apesar de ter compromissos com os Linkin Park, visto que a banda, já na próxima semana, iria atuar nos Estados Unidos, o vocalista, de 41 anos de idade, estava completamente sozinho dentro da sua casa, tendo apenas sido encontrado, já sem vida, por uma funcionária que trabalha na limpeza da casa.

Deixando seis filhos e uma mulher, a perda inesperada de Chester está também afetando muitos milhões, um pouco por todo o mundo. Vale a pena recordar que, principalmente nos primeiros anos da primeira década do ano 2000, com suas músicas cheias de significado e sofrimento, Linkin Park conseguiu alcançar o sucesso com os mais jovens que, por uma razão ou por outra, conseguiam se identificar por completo com o conteúdo depressivo das letras, como garante o site do portal “UOL”.

Publicidade

Sendo Chester o principal compositor desses sucessos, o vocalista se inspirou muito na sua infância terrível e do seu vício com as drogas pesadas e o álcool, algo que ainda deveria afetar muito a vida do talentoso cantor.

Muitos rumores garantem que Chester, apesar do enorme sucesso mundial que conseguiu alcançar, tendo milhões na sua conta e muito amor na sua família e nos seus fãs, nunca conseguiu ultrapassar o trauma que ganhou na sua infância, depois de ter sido estuprado por um amigo mais velho dos seus 7 anos de idade até aos 13.

Nas redes sociais, milhões de mensagens continuam sendo escritas em honra ao que Chester fez durante a sua passagem, torcendo muito para que ele possa estar finalmente em paz.

Confira o momento que promete ser relembrado durante muito tempo:

#Música