Publicidade
Publicidade

A apresentadora Eliana vive um grande desafio em sua vida: gerar uma criança. A tarefa pode até parecer fácil, mas diante de uma gravidez difícil, todo cuidado é pouco. Para quem não lembra, a contratada do SBT teve um descolamento de placenta e, por isso, necessitou se afastar da televisão. A dona dos domingos do canal de Silvio Santos foi substituída pela filha número dois do 'Homem do Baú', Patrícia Abravanel. Nessa segunda-feira (24), #Eliana voltou a dividir sua vida pessoal com os telespectadores do #SBT.

Ela divulgou uma foto do filho, Arthur, de apenas 5 anos, mostrando toda a sua habilidade no surfe. A alegria de Eliana hoje, que está mais calma por ter diminuído o risco de sua gravidez com o passar das semanas de gestação, contrasta com todo o drama que ela viveu durante os últimos dois meses.

Publicidade

Eliana relembra que não teve tempo nem mesmo de se despedir da televisão e que, por isso, usa as redes sociais

A comunicadora do SBT revelou em entrevista ao UOL, que fez um especial sobre a divisão da maternidade das famosas com os fãs nas redes sociais, que não teve nem tempo de se despedir do seu programa. Eliana teve o descolamento de placenta no quinto mês de gestação, bem antes do previsto de passar o bastão para Patrícia Abravanel que, recentemente, também anunciou a gravidez do segundo filho. Eliana diz que usa hoje as redes sociais como uma forma de passar mensagens ao público, que tem reagido bem e a ajudado a passar por todas essas dificuldades.

Eliana diz que seguidores dão a força que ela precisa para passar por momento complicado

Dividir o drama da gravidez de risco é tão importante para Eliana que, segundo ela, isso ajuda e muito no fato dela conseguir ficar em paz e ter pensamentos positivos.

Publicidade

A estrela da televisão revela ainda que compartilhar uma dor bonita, que é a da mãe à espera do nascimento do filho, acaba gerando uma verdadeira onda positiva nas redes sociais. Com isso, um ambiente que, muitas vezes é regado por haters, acaba sendo marcado pelas mensagens do bem.

Eliana revela que, durante o tempo em que está na expectativa da chegada de Manuela, recebeu muitas mensagens de mães de todo o país. Algumas histórias não são positivas, falam de mães que perderam seus bebês. Outras contam a vitória durante a gravidez de risco. Eliana diz que não importa se o final foi triste ou feliz, mas sim que todas as mães, nesse momento, unem-se em prol de alguém que passa dificuldades.