No dia 19 de julho de 1997, o mangá One Piece estava chegando às bancas japonesas e na última quarta feira (19) foi comemorado seu aniversário de 20 anos. Durante festa de cerimônia na #One Piece Tower, em Tóquio, o próprio criador da história, #Eiichiro Oda, confirmou que o mangá irá ganhar uma adaptação para a TV americana e se tornará uma série no formato #Live-Action (filmes com atores humanos).

O estúdio responsável pela adaptação de One Piece será a Tomorrow Studios, que é o mesmo que produziu Prision Break, série de grande sucesso em todo o mundo. De acordo com Oda, ainda não existe uma previsão para a data de lançamento e nem existe uma ideia de elenco estabelecida.

Publicidade
Publicidade

Fãs do mundo inteiro foram informados dessa notícia. Enquanto uns ficaram alegres por ter uma nova mídia para acompanhar a história de One Piece, outros estão bastante receosos com a novidade. O receio dos fãs já é algo esperado e isso se deve ao fato de que a história das adaptações live-actions de mangás japoneses está repleta de fracassos e criticas negativas.

O live-action de One Piece está sendo tratado como um presente para os fãs pelo patamar de sucesso que eles fizeram a obra atingir. Mas esse presente pode muito bem se tornar um presente de grego, pois não se pode esquecer de casos como o do filme live-action de Dragon Ball­, que é considerado pelos fãs um verdadeiro desrespeito com a obra, o que fez do filme um dos maiores fracassos no mundo dos live-actions de histórias japonesas.

Publicidade

Um dos grandes problemas que os fãs veem para a nova adaptação da série é que One Piece é uma história cheia de detalhes e personagens que são cruciais para o enredo. A grande quantidade de personagens de One Piece pode ser bastante prejudicial para a nova adaptação, pois a maioria dos estúdios está preferindo criar séries com temporadas curtas. Porém, para uma adaptação digna da obra, os produtores terão que deixar de lado essa nova tendência.

Enquanto muitos fãs ficam com receio apenas pela provável baixa qualidade da nova adaptação, outros ficam irritados, pois acreditam que adaptações desse tipo servem exclusivamente para atender finalidades financeiras das empresas envolvidas e que não leva em conta a opinião e desejos dos fãs, nem sequer respeitam a história base.

Essa é uma situação bem comum nos estúdios hollywoodianos, que fazem um investimento baixo para inícios de franquias e acabam destruindo algo que poderia ser um grande sucesso. Agora resta aos fãs aguardarem por mais novidades e rezar pela seriedade e compromisso do estúdio com One Piece.