A violência atualmente não manda avisos de que irá atacar como uma fera raivosa parece escolher as suas vítimas a esmo, independente da classe social do indivíduo. Por outro lado, muitas vezes o ataque é planejado por um longo tempo e o agressor escolhe conscientemente, por algum motivo macabro, a pessoa que irá querer aterrorizar.

Foi exatamente por uma situação mortal, como a última parte descrita da frase acima, que acabou se abatendo a apresentadora, modelo e empresária Ana Hickmann [VIDEO]. Não é novidade para ninguém que no ano passado, o jovem de 30 anos de idade, Rodrigo Augusto de Pádua, atentou contra a vida de Ana, pela qual ele nutria um tipo de admiração doentia e perigosa, inclusive em relação a todos os que estavam a sua volta.

Publicidade
Publicidade

Sabe-se lá o porquê, mas nas últimas semanas, voltou a se falar sobre o perfil revelado de Rodrigo nas redes sociais. Enfim, coisas inexplicáveis da internet.

Fato é que o rapaz já se encontrava obcecado há muito tempo pela bela loira; sendo que os sentimentos patológicos do moço culminaram na tragédia de morte no ano de 2016. Morte do próprio Rodrigo, mas que poderia ter envolvido muito mais pessoas, inclusive a própria Ana.

Rodrigo possuía perfis em redes sociais variadas como o Instagram e o Twitter e vinha publicando constantemente inúmeras fotos da vida profissional e pessoal da estrela contratada pela Rede Record de televisão. Nessas mesmas postagens, o homem fazia questão de escrever dedicatórias amorosas para #Ana Hickmann.

Nas horas que sucederam a morte do criminoso, o irmão do rapaz foi entrevistado no programa de televisão “Brasil Urgente”, podendo esclarecer ao público em geral e principalmente aos fãs de Ana, que o irmão era um tipo de pessoa bastante calma, que ele quase nunca saia de casa, e que ainda não tinha nenhum conhecimento de que o irmão morto detinha algum tipo de antecedentes criminais ou qualquer arma de fogo.

Publicidade

Enfim, conforme o irmão pode declarar às autoridades policiais responsáveis pela investigação do caso, foi só posteriormente que a família descobriu que Rodrigo vivia enviando mensagens para a famosa.

O criminoso chegou ao ponto de vender tudo o que tinha, a fim de ir conhecer Hickmann, que na ocasião estava fazendo um trabalho na cidade de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

Foi assim que o jovem conseguiu se hospedar no mesmo hotel em que estava a apresentadora e abordou o cunhado e sócio de Ana, Gustavo Henrique Correa, na saída do elevador. A partir daí, todos já sabem o que aconteceu, o encontro entre os dois homens culminou em uma luta corporal e Gustavo conseguiu desarmar a Rodrigo, pegando a arma do agressor e atirando contra ele, o que causou a morte do mineiro de Juiz de Fora.

Até hoje o crime em questão se tornou um dos assuntos mais recorrentes em todo o Brasil. Tanto é assim que no Twitter muitas pessoas ficaram boquiabertas com o ocorrido e uma internauta resumiu o sentimento de todos ao escrever a seguinte frase: “tô chocada da quantidade de pessoas que estão seguindo esse vagabundo e dando rt’s nos twitters dele!! Mais amor por favor!”.

Publicidade

#luta #Rede Record