Publicidade
Publicidade

Vítima de uma infecção generalizada durante o tratamento de um mieloma múltiplo há mais de quatro anos, a atriz veterana Maria Estela faleceu, aos 75 anos, em São Paulo, no último dia 6. As informações foram confirmadas [VIDEO] pelo marido da atriz, Luiz Carlos, ao portal UOL nesta terça-feira (11). De acordo com ele, no último mês ela esteve internada para tratamento da doença, quando seu quadro piorou e acabou tendo a infecção.

A artista, que já esteve em produções da TV Excelsior nos anos 1960, teve seu último trabalho exibido em 2010 pela TV #Globo na novela Passione. Antes disso, Estela passou pela RecordTV, SBT, TV Tupi e Rede Bandeirantes.

Publicidade

Ela chegou a trabalhar em tramas de sucesso da televisão brasileira, como na primeira versão de Chiquititas, de 1997, na qual interpretou a personagem Emília. Em O Morro dos Ventos Uivantes, de 1967, ela encarnou a personagem Isabela. Já na memorável novela Mulheres de Areia, exibida em 1973 pela TV Tupi, Maria Estela viveu a personagem Arlete.

Perdas

Uma missa de sétimo dia será celebrada nesta quarta-feira (12), na Paróquia Nossa Senhora do Carmo da Aclimação, em São Paulo. Estela deixou um filho, Yvan Mesquita Filho, fruto do casamento com o também ator Yvan Mesquita, falecido em 2011.

O ano de 2017 tem sido marcado pela morte de grandes artistas [VIDEO] da TV e da música brasileira. Em maio, a atriz Neuza Amaral, conhecida por seus mais de 70 trabalhos na TV, cinema e teatro faleceu aos 86 anos devido a uma embolia pulmonar.

Publicidade

No mesmo mês, o sambista Almir Guineto, ex-membro do grupo Fundo de Quintal e compositor de grandes sucessos da também sambista Beth Carvalho, faleceu em decorrência de problemas renais crônicos.

A doença

O mieloma múltiplo é uma doença silenciosa que não apresenta grandes sintomas. Os mais aparentes são problemas ósseos causados pela liberação de uma substância do mieloma que resulta na destruição dos ossos. Esta célula também é responsável pela baixa contagem sanguínea, substituindo as células normais que produzem sague na medula óssea, resultando na carência de glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas.

Outra característica da doença é o aumento nos índices de cálcio no sangue, causando desidratação e até insuficiência renal, podendo levar ao coma os pacientes com níveis de cálcio muito elevados.

Maria Estela lutou por cerca de quatro anos contra a doença e teve diversas regiões de seu corpo danificadas pela célula cancerígena. Sem cura, a doença debilitou todo o sistema imunológico da atriz, que acabou contraindo uma infecção generalizada e falecendo. #Famosos #Morte