O popular ator #josé loreto, da Rede #Globo de TV, que já participou de novelas e minisséries, procurou na última segunda-feira, 10, a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, localizada na Cidade da Polícia, Zona Norte do Rio de Janeiro, com o objetivo de registrar um boletim de ocorrência sobre difamação, injúria e calúnia. Isso porque um vídeo envolvendo momentos íntimos do ator foi, há dez anos, vazado na grande rede de internet. Loreto conta que não importa há quanto tempo o fato aconteceu, mas sim, quer que a justiça seja feita e que os culpados por espalharem o vídeo envolvendo ele em momentos libidinosos, sejam devidamente punidos.

Publicidade
Publicidade

“Você compartilhar fotos ou vídeos sem o consentimento de outra pessoa é crime. É crime contra a honra.”, conta a delegada titular da Delegacia Especializada em Crimes de Informática. A oficial afirma que, a depender do contexto em que as imagens foram divulgadas na grande rede de internet, [VIDEO] naquela época, isso pode ser facilmente considerado um crime de calúnia, injúria e difamação. De acordo com a Polícia Civil local, a Delegacia já deu início aos processos de investigações com o intuito de localizar e punir os reais culpados.

Detalhe: há dez anos, Loreto estava na condição de menor de idade, ou seja, de acordo com a delegada, isso deixa o crime ainda mais pesado para quem o cometeu. Ela salientou que para as pessoas que já são adultas e estão envolvidas em uma situação como essa, caso o verdadeiro culpado seja pego, a punição não será a mesma se comparada à uma feita a um menor de idade.

Publicidade

Inclusive, ainda segundo a delegada, nesse tipo de situação em que Loreto prestou depoimento, caso sejam pegos, os culpados irão responder por um crime muito grave na legislação brasileira, que é o crime de pedofilia.

Internautas questionam a atitude do ator

Alguns internautas passaram a criticar a atitude de Loreto e disseram que é preciso que os famosos passem a ter mais cuidados com relação às suas redes sociais e aos envios de momentos íntimos vivenciados por eles.

“Crime deveria ser fazer o vídeo e não quem divulga ser condenado. Quem mandou fazer vídeos íntimos? Já tá cansando ver esses bandos de imprestáveis fazerem vídeos e depois virar notícia afirmando que tiveram vídeos íntimos vazados. Uma coisa é certa, nunca terei esse problema, pois quem tem vergonha na cara não faz #vídeo íntimo!”, disse um internauta, bastante revoltado com esse tipo de situação e deixa um conselho aos famosos: mais cuidado com vídeos e fotos íntimos.