Sertanejo faz vídeo e posta em suas redes sociais, explicando áudio vazado em que ele aparece pedindo valores para comprar uma casa na região de Capitólio, interior de Minas Gerais. #Eduardo Costa, em vídeo (que está logo mais abaixo nessa matéria), disse que de fato a gravação não é uma armação e a voz realmente é a dele, no entanto, de acordo com o cantor, o áudio que foi vazado nesta semana foi de uma conversa que ele teve com uma funcionária chamada Mônica, de uma prefeitura, e já faz quase dois anos que os dois tiveram essa conversa.

Eduardo Costa explica que de fato pediu para que ele tivesse um pouco mais de apoio das prefeituras locais, principalmente no que diz respeito à segurança.

Publicidade
Publicidade

O sertanejo revelou que já teve a sua casa invadida por marginais e, nesse momento, os ladrões roubaram muitos dos seus pertences – inclusive um vasilhame de cachaça. Mais à frente no vídeo, o cantor revela que não ficou incomodado apenas com todos os roubos, mas, também, pelo fato de os ladrões ‘zombarem’ dele e usufruírem de tudo o que tinha em sua residência, inclusive a piscina. Veja o áudio.:

No entanto, apesar das declarações polêmicas dada pelo famoso, o cantor pede o entendimento dos seus fãs. O sertanejo explica que já tem uma residência na região de Escarpas, interior de Minas Gerais, e revela que se sente ‘desprotegido’ quando está passando alguns dias por lá. Por isso, de acordo com o músico, é interessante que as prefeituras de fato façam um reforço ao redor de sua residência, pois, para ele, sua presença é muito notada e às vezes corre um grande risco de, quem sabe, poder ser sequestrado ou acontecer qualquer tipo de coisa ruim com ele e sua família.

Ele conta que faltou a outra parte do áudio.

Publicidade

Nessa outra parte, de acordo com Eduardo Costa, “Ela queria me contratar, ela queria me pagar um valor pra eu fazer a divulgação de um evento para as prefeituras da região. Então eu pedi que, em troca de cinco ou seis milhões de reais eu poderia fazer a divulgação, ou por uma casa nesse valor, pronta. Pois eu cobro pelo meu trabalho, como qualquer outro profissional. Eu sou artista, se alguém quiser contratar pra comercial, pra qualquer outro tipo de coisa, eu vou, desde que me paguem.”, contou o cantor.

Ele ainda diz que não tem nada contra os fãs da região e muito menos com as prefeituras locais, inclusive, segundo Eduardo, ele mesmo já adotou a região como sua cidade natal porque gosta e não por dinheiro. Feito o desabafo, o cantor diz que espera que os seus fãs entendam o que realmente aconteceu antes de fazer julgamentos. #Famosos