Publicidade
Publicidade

A entrevista que Angelina Jolie deu para a revista 'Vaniry Fair' continua gerando uma grande #Polêmica e os comentários nas redes sociais continuam sendo postados, com duras críticas à atriz. O problema começou após ser publicada a forma como foi feito o processo de seleção das crianças que iam trabalhar no filme 'First They Killed My Father', que fala justamente sobre a vida no Camboja.

Para muitos, durante o processo seletivo, houve exploração infantil [VIDEO], por causa do método utilizado para a escolha das crianças. Os responsáveis pela seleção, juntamente com #Angelina Jolie, fizeram um 'jogo' para chegarem àquele que seria o protagonista do filme, para viver 'Loung Ung'.

Publicidade

Neste jogo, foi colocada uma certa quantia em dinheiro sobre uma mesa e as crianças se aproximaram e foram convidadas a ficarem olhando para aquele dinheiro todo ali bem na sua frente.

Depois, pediram às crianças para pensarem em algo que elas queriam muito e, em seguida, deveriam pegar uma quantia do dinheiro. Só que a diretora capturava as crianças, de mentirinha e elas precisavam inventar alguma mentira. No final, a escolhida foi Srey Moch, uma garotinha que ficou muito emocionada neste 'jogo', principalmente no final, quando ela teve que pegar o dinheiro conseguido e devolver. A menina contou que seu avô morreu e a família era muito pobre, não tendo nenhuma condição de pagar um funeral digno, por mais simples que fosse.

Angelina Jolie disse em um comunicado divulgado recentemente, que está muito chateada com as pessoas imaginando que é real, algo que foi imaginário e ainda afirmou que as pessoas estão fazendo uma interpretação deturpada do que aconteceu de verdade.

Publicidade

A atriz ainda explicou que é falsa a ideia divulgada nas redes sociais, de que a produção pegou dinheiro das crianças durante as audições, chamando tal afirmação de 'falsa e perturbadora'.

A atriz fez questão de lembrar que este filme é justamente para chamar a atenção do mundo para os horrores que estão acontecendo com as crianças naquela região, pois vivem em meio à guerra. Esta produção tentará de alguma forma, ajudar estes meninos e meninas a conseguirem mais proteção.

Rithy Panh, que sobreviveu ao genocídio cambojano, é o produtor e se mostrou revoltado com as falsas notícias que circulam na internet. Ele também afirmou que nenhuma criança foi enganada e muito menos aprisionada, como andam falando nas redes sociais, garantindo que todas elas entenderam perfeitamente que era só uma atuação. #Exploração Infantil