Adriana Araújo é um dos nomes mais conhecidos da Record TV. Ela é apresentadora do principal telejornal da emissora, o 'Jornal da Record'. Quem vê a comunicadora no ar nem imagina o que ela sofreu no passado, quando teria sofrido assédio sexual em pleno trabalho. Adriana fez a revelação nessa segunda-feira (7), durante o 'Programa do Porchat. A profissional da mídia revelou que tudo aconteceu quando ela estava tentando ganhar o seu ganha pão e que ficou muito assustada. Araújo ainda conta que errou na época, decidindo não denunciar o caso com receio de ser julgada.

Adriana Araújo, apresentadora do 'Jornal da Record', diz que sofreu assédio sexual

Diferentemente do que muitos talvez possam pensar, o assédio contra Adriana não partiu de um colega de trabalho, mas sim de um político renomado do Brasil.

Publicidade
Publicidade

O ataque, que é sério, ocorreu quando ela estava trabalhando na capital federal, em Brasília. Araújo revelou que tudo ocorreu no ano de 2005, quando houve o auge do mensalão. Adriana diz que estava fazendo o seu trabalho ao vivo durante toda a tarde e que, após isso, teve que fazer entrevistas para repercutir o que ocorria. Foi quando o assédio ocorreu.

Político teria assediado Adriana Araújo, jornalista da Record TV

Adriana contou ao apresentador Fábio Porchat que chegou a ir até o líder de um partido e que ele estava esperando por ela em uma pequena sala. Ao ficar com ela sozinha em uma sala, o político teria a prensado em uma espécie de divisória. Araújo diz que o político tentou beijá-la e que, inclusive, disse palavras muito baixas, de cunha sexual e muitos violentas. Ela lembra até hoje como o episódio foi horrível em sua vida e as marcas que ele acabou deixando.

Publicidade

'Fiquei com muito medo', diz Adriana Araújo após sofrer assédio sexual

A jornalista disse que quando tudo aconteceu ficou muito assustada e que tinha que arranjar alguma forma de sair das garras do político. A comunicadora explica que ficou sozinha com o político, já que o seu cinegrafista ainda não havia aparecido para gravar com ela. Adriane diz que não lembra exatamente do que disse, mas lembrou ao político que o partido dele estava em uma situação difícil e que ele não deveria querer entrar em um escândalo sexual.

Adriana Araújo diz que não revelou assédio sexual com medo de julgamento

A jornalista lembra que o país já vivia um momento difícil e que não queria se ver em um escândalo. Ela ainda teve medo de dizerem que estava contando tudo apenas para aparecer.

Veja abaixo o vídeo que mostra a apresentadora da Record TV falando sobre assédio sexual:

#RecordTV #Adriana Araújo