Publicidade
Publicidade

O cantor #Usher, que explodiu com diversos sucessos após participações como em músicas das cantoras Beyoncé [VIDEO] e Alicia Keys, além de ser considerado o padrinho de Justin Bieber, está passando por maus bocados. O rapper norte-americano está sendo acusado por três fãs (duas mulheres e um homem) de ter passado DST quando praticou sexo com eles. Eles alegam que ele não avisou estar com doença venérea.

O #processo e a identidade de duas das três vítimas estão sendo mantidos em sigilo, apenas Quantasia Sharpton, a outra fã também prejudicada, resolveu vir a público e declarar o ocorrido.

Segundo sites, Usher teria chamado Quantasia Sharpton através do seu segurança em um show ao vê-la sentada na platéia.

Publicidade

O segurança passou informações sobre o hotel e o número do quarto onde Usher estava hospedado a ela que se encontrou com o cantor e teve uma noite de sexo com ele. A mulher afirma que ambos não usaram preservativo e que em nenhum momento Usher informou que tinha alguma DST. Ao saber que um outro fã havia processado o cantor, Quantasia resolveu procurar a advogada que está cuidando do caso, Lisa Bloom, e se unir ao processo.

Há sites que afirmam que Quantasia não foi infectada por Usher porque tempos após o affair com o cantor ela engravidou e nada foi detectado em seu exame pré-natal, porém o fato do cantor tê-la exposto ao vírus e, consequentemente a riscos de saúde, torna o caso legítimo cabível de processo.

A doença pela qual o cantor tem sido acusado de transmitir não foi revelada. Mas, pelas informações divulgadas, essa doença é de alto risco para as grávidas e bebês em gestação, podendo causar abortos, tem um tratamento caríssimo e, o mais grave, não tem cura.

Publicidade

Não há provas oficiais de que o cantor sabia que era portador de tal doença, por isso, a advogada que está à frente do caso precisa saber ao certo se Usher teve real intenção de infectar sexualmente os seus parceiros sexuais. Há relatos que afirmam que desde 2009 ele sabia ter contraído a doença e que praticava sexo sem preservativo de maneira consciente.

Usher nunca assumiu a sua bissexualidade e para evitar que mais detalhes da relação com os fãs sejam vazados, os seus advogados têm o aconselhado a tentar resolver a questão longe dos tribunais. Segundo informações, o cantor já desembolsou mais de 1 milhão de dólares para resolver o caso.

Até o momento, o rapper não se pronunciou sobre o assunto, mas tanto o site americano TMZ quanto o jornal Daily Mail têm acompanhado o caso e revelado novas informações. #Famosos