A companhia Walt #Disney anunciou ontem, terça-feira dia 08 de agosto, o término da reprodução dos seus conteúdos na Netflix. Acontece que a disponibilidade dos filmes, séries e animações da Disney não sairão do catálogo de uma só vez. A empresa pretende criar uma plataforma streaming própria com previsão de estreia inicial para o público americano em 2019.

O anúncio de parceria entre a #Netflix e o “Mickey Mouse” foi em 2012, mas o conteúdo só foi acessado pelos usuários em 2016. Até o momento os títulos ficarão disponíveis na plataforma por tempo indeterminado, com a expectativa de só começarem a serem retirados no início do próximo ano.

Publicidade
Publicidade

E como o caro leitor já deve ter notado: o término do acordo entre as duas empresas afetará a disponibilidade da Netflix quanto aos conteúdos incríveis produzidos pela Pixar, Lucasfilm (saga Star Wars) e Marvel Studios, já que a Disney Company é a detentora do material feito por esses estúdios.

A nova plataforma de streaming da Disney

De acordo com Bob Iger, CEO da Disney, o conglomerado não sabe ainda como ficará o destino da licença nas obras televisivas. Porém a intenção inicial é agregar um canal próprio, onde os filmes da Disney chegarão à nova plataforma uns 10 meses depois da estreia nas telonas.

Há previsão para incluir já no lançamento do serviço filmes como Toy Story 4, Frozen 2 e O Rei Leão (adaptação do desenho). Junto a investimentos em produções de séries e filmes com títulos exclusivos para rodarem somente na nova plataforma.

Publicidade

E quanto ao preço?

Bem, nada costuma ser de graça. Acredito que seja muito cedo para apontar valores, mas vão pensando aí...

O que será da Netflix

Para a Netflix a negociação da saída da empresa afeta a sua estratégia no sentido em que reforça a produção independente de conteúdos altamente originais e belíssimos, como é visto ótimos filmes e séries lançados a todo momento.

Simplesmente a plataforma parece não reconhecer limites de orçamento e de tempos em tempos são criadas verdadeiras obras de arte!

Vale lembrar que para quem curti acompanhar as séries baseadas nos quadrinhos sobre os personagens do grupo dos Defensores, são todas produzidas pela própria Netflix em parceria com a Marvel television, uma divisão da Marvel Entertainment, que também faz parte do grupo da Disney. De acordo com um porta voz da empresa: "Nós continuamos a fazer negócios com a Walt Disney Company em diversas frentes, incluindo nosso acordo com a Marvel TV, que está em andamento".

Tem até pedido de desculpas rolando para isso não acontecer nas redes sociais:

#streaming