Publicidade
Publicidade

O ataque hacker à HBO [VIDEO], que ocorreu no final do mês de julho, teve 1,5 terabyte de arquivos roubados, entre os arquivos estão: filmagens, roteiros e até episódios inéditos. Segundo o site Entertainment Weekly, a #HBO confirmou o ataque. "Nós imediatamente começamos a investigar o incidente e estamos trabalhando com agentes da lei e com empresas de cibersegurança. A proteção de dados é prioritária na HBO, e levamos a sério nossa responsabilidade de proteger os dados que guardamos", respondeu a empresa, em nota.

No domingo à noite (30), um dos integrantes do grupo hacker enviou e-mail a vários jornalistas norte-americanos comentando e informando sobre o roubo, e afirmou, no final, que "o jornalista que cobrir melhor a reportagem vai poder fazer uma entrevista exclusiva" com os integrantes do grupo.

Publicidade

Esse foi o maior ataque hacker a uma empresa do gênero. Anos atrás, a Sony teve seus computadores hackeados, mas os cibercriminosos somente conseguiram roubar 26 GB, muito menos em relação ao ataque a HBO.

Vazamento do episódio

Nesta sexta-feira (4), os hackers usaram uma conta no Reddit para expor o link de download do novo episódio de #Game of Thrones, que será transmitido a partir de domingo (6). O episódio se encontrava hospedado no Google Drive e já foi removido. Porém, o episódio se espalhou rápido e é facilmente achado no Google.

Logo após o ataque, no início da semana, já era possível encontrar roteiros dos próximos capítulos de #got, além de episódios inéditos de Ballers e Room 104.

HBO vs pirataria

Não é de hoje que a HBO luta contra a pirataria. A série Game of Thrones, em especial, é sempre o conteúdo mais pirateado da internet, o que faz com que a empresa perca milhões de dólares a cada temporada.

Publicidade

Por esse motivo, recentemente, a empresa começou a notificar as operadoras cujos usuários estão fazendo uso desse material ilegal.

Segundo a empresa de monitoração Muso, em apenas três dias, após o lançamento do primeiro episódio da sétima temporada de GoT, a série teria sido baixada ilegalmente 90 milhões de vezes, sendo que, a maioria dessas pessoas teve acesso a esse conteúdo por meio de streaming, o que dificulta a identificação por IP do usuário. Dos 90 milhões, o Brasil foi responsável por 1,7 milhão de downloads, ficando na 14ª colocação.

Segundo o site TorrentFreak, em questão de minutos, após o lançamento de um episódio da série, este já é compartilhado ilegalmente via Torrent.