Publicidade
Publicidade

Em entrevista realizada [VIDEO]pelo 'Programa do Porchat', na noite da última terça-feira, dia 1º de agosto, na Rede Record, o participante do Big Brother Brasil 17, Marcos Hartes, falou sobre a polêmica em que se envolveu durante sua participação no reality show da TV Globo. O cirurgião plástico foi desclassificado do programa após ser acusado de agredir Emily, outra participante do BBB17 com quem estava se relacionando.

Segundo Marcos, o que levou a sua saída do programa foram fatores externos, pois a emissora estava sendo pressionada não só pelo público como pelos próprios funcionários em decorrência da campanha “Mexeu com uma, mexeu com todas”.

Publicidade

Para ele, faltou atitude [VIDEO]da produção de avisá-lo que estava sendo criada uma campanha para sua saída. Lembrando que no mesmo período o cantor Victor, da dupla sertaneja Victor & Leo, jurado do programa 'The Voice Kids', estava sendo acusado de agressão pela própria esposa e também o caso do ator Zé Mayer que foi acusado de assediar uma maquiadora.

Outro ponto criticado por Marcos foi que a edição transmitida deturpou todo o contexto, causando assim uma interpretação errada por parte do público. Apesar de admitir que passou do ponto, o ex-BBB também se defendeu das acusações lançadas dizendo não ter havido agressões e explicou que a situação mostrada em vídeo foi uma tensa discussão iniciada por motivos infantis. Ressaltou que sua conduta dentro da casa não foi levada em consideração.

Publicidade

Mesmo com a imagem negativa causada por sua expulsão do BBB (e um indiciamento no qual ainda responde na Justiça), Marcos declarou que em poucos meses de trabalho, sua clientela, em grande maioria composta por mulheres, aumentou de tal forma que seu lucro chega a “bater” quase R$ 1 milhão (valor do prêmio do programa). Além disso, o ex-BBB disse não ter sofrido nenhum tipo de agressão fora da casa e que, curiosamente, quando chegou na delegacia, haviam mulheres esperando por ele com cartazes escrito: “Marcos me bate”.

Ao final, quando perguntado por Porchat se ele ele estaria namorando, o médico respondeu que estava “ficando” e essa pessoa nunca tocou no assunto da agressão durante o reality show com ele. Marcos também disse que não se considera machista e ainda declarou que as mulheres são as maiores machistas. Segundo ele, os motivos são que elas adoram ir no cirurgião plástico e preferem, na maior parte das vezes, fazer consultas a ginecologistas do sexo masculino. #Marcos Harter #BBB 17 #Emilly Araújo