O médico cirurgião plástico, Marcos Hartes, participou do talk show de Fábio Porchat, o "Programa do Porchat", na Rede Record, e falou sobre assuntos polêmicos envolvendo sua passagem pelo reality show "Big Brother Brasil", da Rede Globo, deste ano.

O médico aproveitou a oportunidade de estar em uma emissora nacional [VIDEO] e fez comentários que "detonam" a atitude da Rede Globo em relação ao posicionamento da emissora quando ele foi acusado de agredir a ex-BBB Emilly durante o programa. Marcos chegou a ser indiciado pela polícia pelo crime de agressão e ele enfatiza que a Globo não mostrou todos os trechos que são importantes para que o caso fique totalmente esclarecido.

Publicidade
Publicidade

Ao comentar a postura da Globo, o médico soltou o seguinte questionamento: "A Globo mostra a gravação do Michel Temer, por quê não mostra da Emilly?". Para o médico, a postura da emissora foi desleal e isso não passou de uma estratégia de marketing, já que o fato da agressão levou mais espectadores ao programa. Para Marcos, o programa não estava mostrando grande audiência e a notícia da agressão levou pessoas a se sintonizarem no canal para comentar o ocorrido. Marcos responde até hoje pelo crime que foi acusado.

A campanha "mexeu com uma, mexeu com todas", na qual reuniu várias artistas globais, seria para Marcos uma iniciativa da própria Globo. No momento, Marcos segue na sua profissão de cirurgião plástico.

A agressão

O cirurgião enfatizou que em nenhum momento agrediu Emilly, e que essa acusação que está sofrendo é falsa, já que para ele não houve nenhum tipo de agressão física.

Publicidade

Marcos conta que as pessoas que assistiram a cena ficaram "tensas", pois a discussão estava muito acalorada. Para Marcos, telespectadores não prestaram tanta atenção no conteúdo em si da #Briga, no qual Emilly tentava fazer com que Marcos falasse que outra pessoa tinha que ganhar o programa. O médico frisa que isso seria uma "infantilidade" e que mesmo não sendo o vencedor da 17° edição do Big Brother Brasil, ele já conseguiu lucrar quase R$ 1 milhão.

O médico revela que "passou do ponto" na discussão, mas que em nenhum momento foi aconselhado por funcionários da emissora, e que tudo para ele seria uma brincadeira e que não estaria tão focado no programa como outros participantes que ficaram "enlouquecidos" pelo dinheiro da vitória. [VIDEO]

Marcos Hartes disse que após sair do programa, mulheres apareceram com cartazes para ele pedindo para serem "agredidas". No cartaz estava escrito "Marcos me bate". #confusão #BBB 17