O mês de agosto mal começou e a #Música brasileira perdeu um de seus maiores ídolos: Luiz Carlos dos Santos, conhecido pelo nome artístico de Luiz Melodia. O cantor e compositor, dono de sucessos como a inesquecível "Pérola Negra", morreu em decorrência de um câncer na medula. Luiz já havia passado por um transplante de medula, porém não estava respondendo bem à quimioterapia. A notícia foi confirmada pelo amigo e guitarrista do músico, Renato Piau. #Luiz Melodia tinha 66 anos e deixa a esposa Jane Reis (que além de cantora era a sua empresária), com quem era casado desde 1977, e um filho, o rapper Mahal Reis.

A trajetória do ícone do samba, blues, soul e MPB

Luiz Melodia nasceu e acresceu no morro de São Carlos, no bairro de Estávio, no Rio de Janeiro, filho do funcionário público e músico Oswaldo Melodia, despontou do morro para o sucesso no "Festival Abertura", organizado pela Rede Globo de Televisão.

Publicidade
Publicidade

Na adolescência, abriu mão da escola para se dedicar totalmente à música. Tocava hits da Jovem Guarda e junto com amigos criou o grupo "Os Instantâneos". A dedicação em aprender vários estilos musicais, fez com que Luiz desenvolvesse um estilo bem específico e próprio em sua trajetória.

Em 1973, com apenas 22 anos, lança o seu primeiro disco "Pérola Negra", o álbum traria sucessos que o acompanharia durante a vida toda, como a faixa título, "Magrelinha" e "Estácio, Holly Estácio", música que chegaram a ser gravadas por grandes nomes da #MPB como Maria Bethânia, Gal Costa e pela atriz e cantora Zezé Motta. Sua música entrou para a trilha de diversas novelas, dentre elas, Pecado Capital, de Janete Clair, em 1975.

Devido ao grande sucesso no Brasil, e por ter um tipo de música com grande apelo internacional, Luiz foi para a Europa apresentar o seu repertório.

Publicidade

Participou de diversos festivais como o conhecidíssimo Festival de Jazz de Montreux, na Suíça e o de Chateauvallon, na França.

O último álbum de Luiz Melodia foi o elogiado pela crítica, Zerima (de 2014). O disco lhe rendeu uma turnê pelas principais capitais brasileiras e garantiu o prêmio de melhor cantor no Prêmio da Música Brasileira, de 2015.

O cantor planejava voltar aos palcos e gravar um novo álbum até o final deste ano. Em junho, chegou a ser liberado pelos médicos, porém com o retorno do câncer teve de ser internado mais uma vez. O velório de Luiz Melodia será na quadra da escola de samba Estácio de Sá no próximo sábado (05) à tarde e o enterro ainda não foi confirmado pelos familiares.