Após o grande sucesso alcançado no Carnaval, a música “Todo dia”, da cantora drag do momento, Pabllo Vittar, com o rapper, #Rico Dalasam, foi removida da rede. Muitos rumores surgiram sobre o assunto, uns diziam que seria uma briga entre os artistas, outros diziam que seria por questões financeiras, mas, segundo a assessoria de Pabllo, a remoção foi feita após receberem um documento extrajudicial em 29 de junho, enviado por Rico Dalasam, que também teve participação na música.

O processo tem a ver com os direitos autorais. Segundo o rapper, a música seria de sua autoria e ele teria total direito sobre ela. Segundo o advogado do cantor, a medida só foi tomada, pois os produtores queriam se apropriar desses direitos, o mesmo também alegou que Rico não recebeu nada referente a sua participação no clipe.

Publicidade
Publicidade

Em contrapartida, Pabllo Vittar [VIDEO]afirma que no contrato o rapper teria 100% dos diretos sob a composição da canção. A assessoria da cantora drag explicou que, apesar de Dalasam ter todos os diretos autorais, a sua participação no videoclipe seria gratuita.

Sobre o assunto, tanto Vittar quando Rico se manifestaram através de comunicados.

Em seu comunicado, Pabllo explica que Rodrigo Gorki e Arthur Gomes também tiveram participação na criação da música “Todo dia”, no que se diz respeito à harmonia instrumental, porém, quando a canção foi lançada, o contrato assinado rezava que todos os direitos seriam, de fato, do rapper e sua participação no clipe seria gratuita, mas, depois do grande sucesso, Rico achou por bem rever esses acordos. Segundo Pabllo, teriam até proposto um novo acordo no qual os coautores Gorky e Arthur também receberiam pela participação na criação da música, só que Dalasam não aceitou este novo acordo e inviabilizou qualquer outra negociação.

Publicidade

A assessoria do rapper Rico Dalasam esclareceu que, como dito anteriormente, essa medida só foi tomada, pois queriam tirar os direitos que seriam exclusivos de Rico. Argumentam também que pela letra ter tido sua origem devido a uma vivência do mesmo, nada mais justo que ele ter todos os direitos sobre ela e que, quando a música foi escrita, o ritmo e melodia já estavam definidos, excluindo assim qualquer participação em sua criação. Os assessores também ressaltaram o fato do rapper não ter recebido nenhum valor por ter participado no videoclipe.

Em sua defesa em relação às acusações de estar sendo oportunista, Dalasam afirma que não está fazendo nada além de requerer seus direitos e continuar a lutar para sobreviver no meio artístico. #Pabllo Vittar #desentendimento