Publicidade
Publicidade

O Caldeirão do Huck é um dos poucos programas da Rede Globo responsáveis por fazer a parte social da empresa. Toda semana, o apresentador mostra alguma história real de pessoas que doam parte do tempo para fazer obras de caridade. Ao mostrar essas histórias, o programa, geralmente, consegue ajuda financeira para a pessoa ou entidades filantrópica.

No entanto, uma história que foi contada em seu último programa acabou não tendo um final feliz. Luciano Huck, junto com sua equipe, gravou recentemente a história da Maria do Socorro Rodrigues. Ela dedicou boa parte de sua vida a ajudar crianças necessitadas. Ao longo dos anos, Maria recebeu mais de 300 crianças e jovens com deficiência ou vítimas de violência.

Publicidade

A maioria dessas crianças foram abandonadas por suas famílias e receberam os cuidados dela. Ela era moradora de Belém, no Pará, e era responsável pelo “Lar Acolhedor Tia Socorro”.

A história de Maria do Socorro foi ao ar no último final de semana. Porém, foi contada de uma maneira triste. Maria do Socorro morreu dias após a gravação vítima de uma parada cardíaca. Luciano Huck disse que estava profundamente triste com a morte da participante. Ele falou que a história de Maria do Socorro o cativou de tal maneira que sentiu que havia perdido alguém de sua família.

“Fiz uma amiga, uma pessoa de uma luz, uma entrega, uma missão na vida como eu nunca antes tinha encontrado. Foi uma missão muito especial que, tanto eu quanto o Padre Fábio, tivemos com a Tia Socorro”, disse #Luciano Huck.

Morte de Socorro teve grande repercussão

Até no momento que passou a matéria, o corpo de Maria do Socorro não havia sido liberado para o velório.

Publicidade

O falecimento de Socorro foi noticiado até pelo portal de notícias G1. Eles contam que ela tinha 52 anos e mantinha há cerca de 30 anos a obra de caridade.

Das crianças que passaram pelo abrigo, 9 foram adotas por Socorro. A filha Juliana Rodrigues disse que vai assumir o trabalho do lar e dar continuidade aos projetos da mãe.

Luciano Huck contou nas redes sociais parte da história de Socorro:

"Conheci Tia Socorro nos bastidores dos Estúdios Globo, qdo produzimos o "Especial Inspiração", programa que apresentei no começo deste ano, a ideia foi homenagear brasileiros com histórias inspiradoras e que estivessem transformando o mundo a sua volta. Ela foi uma das homenageadas, indicada pela Unicef, que a anos já acompanhava seu trabalho", escreveu.

Os internautas lamentaram a morte de Socorro. #CaldeiraoDoHuck