A cantora e compositora Taylor Swift está no meio de um processo, ela acusa o DJ David Mueller de assediá-la sexualmente no momento de tirar uma foto durante uma sessão de "meet and greet" (evento no qual celebridades ou políticos de modo geral encontram seus fãs e admiradores para se conhecerem e para se cumprimentarem formalmente) na cidade de Denver, capital do estado norte-americano de Colorado, em 2013.

Segundo Taylor, o DJ teria apalpado as suas nádegas por debaixo do vestido que usava. A mãe da cantora, Andrea Swift, caiu aos prantos ao dar o seu depoimento ao juiz.

Andrea lembrou que, na ocasião, Taylor disse a ela assim que o ato foi realizado.

Publicidade
Publicidade

Porém, para que o ocorrido não afetasse a carreira da filha e que ela não fosse vítima de memes e gifs na internet, Andrea sugeriu que Taylor agradecesse ao rapaz por estar lá e agisse de maneira política com ele. Elas não foram a polícia após o fato para evitar problemas maiores.

O Dj David Mueller alega inocência e que, de fato, a sua mão estava atrás do corpo de Taylor Swift, porém disse que não consegue afirmar em qual região do corpo ela estava, e que provavelmente tenha sido um dos seus amigos que o acompanhava na sessão juntamente com a sua namorada na época.

Ele disse também que, apesar de não ter recebido um passe VIP para ter acesso a cantora e ter de esperar na fila junto aos fãs pré-adolescentes de Taylor, não ficou irritado com a situação. O DJ foi demitido da rádio em que trabalhava, segundo ele a Kygo FM foi pressionada por Taylor e seus advogados para demiti-lo.

Publicidade

Mueller processou Taylor por ter inventado a história e, segundo fontes, ele pede uma indenização no valor de 3 milhões de dólares, o equivalente a 9,5 milhões de reais, por estar completamente prejudicado financeiramente. Segundo o DJ as acusações de Taylor são falsas e que elas custaram a carreira dele, nenhuma rádio quis admiti-lo após o processo ter sido iniciado.

A cantora de 27 anos, afirma veementemente estar certa do assédio de Mueller em 2 de junho de 2013.

Muitos depoimentos irão ocorrer nos 9 dias que seguirem do julgamento. O juiz exigiu que todas as partes estivessem presentes durante a sessão, o juri ainda está sendo selecionado.

O atual namorado de Taylor, o ator Tom Hiddleston, não a acompanhou no julgamento. Vale lembrar que na época do assédio, Taylor havia terminado recentemente o namoro de três meses com o cantor da boy band One Direction, Harry Syles. #Música #Justin Bieber