O cantor sertanejo Cristiano Araújo [VIDEO] veio a falecer no dia 24 de junho de 2015, em um acidente de carro em Goiânia. Na época, vídeos de sua #Necrópsia foram espalhados por funcionários da clínica para onde o corpo do cantor foi enviado. Os vídeos causaram grande polêmica devido ao conteúdo extremamente triste e pessoal que fora descuidadosamente revelado para toda a rede mundial de computadores, afinal se tratavam de cenas muito dolorosas para a família, os fãs, amigos do cantor e também para o público em geral, que ficara muito comovido com a partida de Cristiano.

Família de Cristiano Araújo luta contra a divulgação do vídeo

Os funcionários responsáveis pelas gravações foram muito criticados nas redes sociais e também demitidos da clínica e indiciados pelo artigo 212 do Código Penal, que condena o vilipêndio de cadáver de forma desprezível e humilhante.

Publicidade
Publicidade

Desde então, a família de Cristiano vinha lutando pela exclusão permanente do vídeo de todas as redes sociais, como o Facebook (que baniu o vídeo desde que ele começou a ser publicado) e Whatsapp, como também do site de vídeos Youtube.

Porém, há cerca de cinco dias, os responsáveis pela investigação do fato declararam que proibir a circulação dos vídeos se tratava de um ato de censura, o que é proibido pela própria Constituição brasileira desde a época da ditadura militar. Tal decisão judicial é muito polêmica, pois o caso pode se tratar de vilipêndio, o que, conforme previamente mencionado, consiste na humilhação de um cadáver e é crime no Brasil.

Falta de respeito com Cristiano Araújo

Desde a divulgação da decisão da justiça [VIDEO], essa polêmica tem se levantado entre os internautas, pois se trata de uma divisão entre o que seria ou não liberdade de expressão e até que ponto essa liberdade pode vir a ferir outros indivíduos.

Publicidade

No caso do cantor, até que ponto mostrar imagens tão delicadas trata-se de um exercício de direito de se expressar como cidadão? Ter essas imagens divulgadas contribui para algo ou elas simplesmente são espalhadas pela mais mórbida curiosidade? Perguntas como essa têm dividido todos que, com muito pesar, tem acompanhado o desfecho dessa investigação e tem apoiado a família de Cristiano como um ato de respeito à memória do cantor.

O pai do Cristiano não exigiu uma remoção completa das matérias sobre o filho, só não quer essas imagens desagradáveis e desnecessárias sendo expostas. Quando as pessoas faziam busca com o nome do cantor ficavam aparecendo essas fotos. Agora conseguiremos melhorar isso. #Cristiano Araújo