Publicidade
Publicidade

No passado, a famosa cantora Demi Lovato [VIDEO] já teve seu nome envolvido com drogas e problemas com álcool, e já passou por momentos de depressão. A cantora tenta há muito tempo combater os vícios que tem e orienta seus fãs, ‘Sempre ande no caminho certo’.

Recentemente, Demi foi homenageada por uma Fundação de tratamento a vícios de drogas e álcool, a ‘Brent Shapiro Foundation for Drug Prevention’, por estar há meses sem ter recaídas. Após a homenagem, a cantora fez questão de falar e desabafou: "Todo dia é uma batalha. Você precisa enfrentar um dia de cada vez".

A cantora explica que cada dia é uma batalha para não ter uma recaída e, além de cuidar do seu corpo físico, também é fundamenta; o cuidado mental.

Publicidade

#Demi Lovato frequenta um terapeuta duas vezes por semana. Para se manter fora do #vício, ela diz que é essencial saber se está tomando o remédio corretamente e em dia.

A cantora assumiu o vício em cocaína

Em 2010, a cantora deixou os fãs assustados depois de abandonar uma turnê dos Jonas Brothers pela metade e ser internada em uma clínica de reabilitação, mas, na época, nada foi revelado sobre o envolvimento com drogas, apenas foi divulgado que Demi estava internada para tratar problemas emocionais.

Apenas em 2013, Demi Lovato declarou ao Access Hollywood o seu vício em cocaína. A cantora diz que, quando estava no auge do vício, ela escondia a droga em qualquer lugar, nem mesmo as viagens e turnês a impediam de se drogar. ‘A cada 30 minutos eu precisava me drogar... ‘, declarou.

“Meu Deus preciso me tratar isso é o comportamento de uma alcoólatra”, diz Demi Lovato, aos 19 anos

Aos 19 anos, Demi Lovato se deu conta de que precisava dar a volta por cima e abandonar os vícios.

Publicidade

Desde então, a cantora frequenta reuniões de alcoólatras anônimos, clinica de reabilitação e batalha cada dia para não ter recaídas.

Demi Lovato também sofre de transtorno #bipolar e diz: “Não gosto que me rotulem desta forma...”

O ano de 2011 também foi bem conturbado para Demi [VIDEO], ela foi diagnosticada com transtorno bipolar, desde então a cantora sofreu de depressão e começou a se automutilar. Depois que a noticia da bipolaridade se espalhou, ela começou a ser tratada de forma diferente, e se irritou.

Em entrevista ao programa Label Defiers, da iHeart Radio, a popstar diz não gostar que a rotulem desta forma, sabe que é verdade, mas não se agrada de tocar muito no assunto. Ainda durante a entrevista, Demi destaca a importância de diálogo e informação de certos assuntos como, por exemplo, dos transexuais. Segundo ela, quanto mais diálogo, mais as pessoas vão saber lidar com sua situação.