Publicidade
Publicidade

Márcia Cabrita estava internada [VIDEO] há mais de dez dias e veio a falecer na madrugada desta sexta-feira (10) por conta de câncer de ovário. [VIDEO] A atriz de 53 anos participava da novela global "Novo Mundo" foi obrigada a deixar o folhetim para fazer tratamento, há cerca de três meses, conforme informou o ex-marido Ricardo Perante à reportagem do jornal "O Globo". A humorista soube que estava com a doença em 2010 e desde então vem se submetendo a tratamento intensivo, um deles foi a cirurgia para retirar o útero e ovários. porém a doença evoluiu levando-a a óbito.

A talentosa atriz deixa uma filha, Manuela, fruto de seu casamento com Perante.

Publicidade

Muitos famosos amigos da estrela lamentaram sua morte a exemplo de Cacau Protásio que compartilhou uma foto no Instagram ao lado de Cabrita com a legenda. "Amiga vai com Deus, eu tive o prazer de contracenar com você", despediu-se ela, elogiando o trabalho da colega e dizendo o quanto todos sentirão sua falta. As duas trabalharam juntas no programa de humor "Sai de baixo" ao lado de ícones como, Miguel Falabela, Aracy Balabanian e outros.

Na novela das 18 horas, "Novo Mundo", Cabrita teve uma pequena participação, pois logo precisou afastar-se para continuar o tratamento a que vinha se submetendo. E agora em novembro deveria começar a gravar o filme baseado no humorístico Sai de Baixo, em São Paulo, mas não teve tempo de levar avante seus projetos.

A doença

Diagnosticada com câncer de ovário em 2010, a atriz desabafou em 2016 quando esteve no programa "Superbonita", sua luta contra a doença e até brincou: "Estou na categoria milagres".

Publicidade

Ela revelou que quando soube ficou muito revoltada, não queria aceitar, não entendia por que justo com ela. Márcia explica que essa doença e muito silenciosa não dá para se prevenir por isso é tão perigosa. Só descobriu porque sentiu uma cólica estranha e foi ao médico, levou um choque quando veio o diagnóstico. A filha só tinha 9 anos, sentiu-se perdida.

O câncer de ovário apesar de silencioso é o que tem a menor taxa de sobrevivência, são quase 250.000 mulheres com a doença todos os anos, no mundo. Apenas 45% de mulheres diagnosticadas com a doença vão sobreviver. A maioria dos casos ocorre acima de 55 anos. A prevenção é sempre o melhor caminho.

Para ajudar outras pessoas com a mesma doença criou o blog Força na Peruca, onde passava informações às mulheres e também contava sobre a luta para sobreviver. Tudo que ela queria era ter tempo de ver a filha crescer e conviver um pouco mais com a pequena. #Fabíola Reipert #morreu #falecimento