Publicidade
Publicidade

Normalmente [VIDEO], gravações [VIDEO] televisivas têm o intuito de levarem o entretenimento para milhares de pessoas. Infelizmente, não foi isso o que aconteceu durante a gravação do 'Show da Virada', da #Rede Globo de televisão. De acordo com informações do programa 'Balanço Geral', da Record TV, um homem acabou sendo preso durante as filmagens do 'Show da Virada'. Apesar do programa ir ao ar apenas na virada do ano, a Globo adiantou as filmagens devido à agenda dos cantores. O show, dessa vez, como mostra uma matéria do UOL publicada nesta terça-feira, 13, foi rodado na Esplanada do Mineirão, na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O momento musical, entretanto, acabou com uma acusação de estupro.

Publicidade

As primeiras informações dizem que uma mulher, de apenas 21 anos, entrou em contato com a polícia e revelou que foi molestada sexualmente durante a gravação do programa do canal da.família Marinho. O nome da vítima até o momento não foi revelado. Ela informou aos agentes da lei que pouco antes da dupla Jorge e Mateus subir ao palco um homem apareceu. O desconhecido teria levado a jovem para um banheiro químico. No local, o estupro, segundo a vítima, teria acontecido. Ela narra verdadeiros momentos de terror por causa do episódio. Após as primeiras averiguações do caso, as forças policiais que atuavam no local tomaram as primeiras providências.

O suspeito deixou a gravação algemado. Ele foi identificado como Vanderlei Lemos Quaresma. O homem, como mostra uma reportagem do UOl, acabou sendo reconhecido pela vítima.

Publicidade

Ele tem uma enorme passagem pela polícia, tendo mais de dez infrações, incluindo roubos e assassinatos. No momento da prisão, o homem estava carregando seis celulares. Segundo o programa 'Balanço Geral', durante as gravações do 'Show da Virada', muita gente reclamou de ter seus objetos pessoais furtados. Por isso, acredita-se que os aparelhos encontrados com o acusado fossem justamente os roubados.

Globo prefere silêncio diante de acusação de estupro em gravação

Em tempo: o suspeito nega que tenha roubado os aparelhos das vítimas. Ele alega que comprou todos eles. Sobre o estupro, o acusado também negou as informações dadas pela vítima, que acabou sendo levada para um hospital, onde passou por exames médicos. Já a Rede Globo foi procurada pelo UOL para comentar o caso, mas até a publicação da reportagem ainda não havia dado o seu pronunciamento. O programa continua mantido para ir ao ar no dia 31 de dezembro. #13ReasonsWhy