Em dados gerais, foi registrada, em todo o Brasil, alta de 16% de desmatamento no bioma em 2015, comparado com o ano de 2014. A área desmatada foi de 5.831 Km2, contra 5.012 Km2 no período anterior, conforme dados do Imazon.

No Mato Grosso, o Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes) aponta que o desmatamento está distribuído principalmente nas cidades localizadas na área Médio-Norte e Norte.

O Estado de Mato Grosso teve aumento 40% no desmatamento da Amazônia de agosto de 2014 e julho de 2015, como mostra estudos do Prodes e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), divulgados pelo Ministério do Meio Ambiente.

O estudo aponta que o Mato Grosso é o segundo estado do Brasil com a maior área de florestas derrubadas, perdendo apenas para o Estado do Pará. O Pará destruiu 1.508km² de floresta amazônica nesse mesmo período.

Segundo dados do Inpe, o Pará é o estado com a maior área de floresta derrubada, 1.881 km², mas mantendo o mesmo índice do ano anterior. Em seguida é que aparece Mato Grosso, com área de 1.508km² de floresta amazônica destruída tendo alta de 40% de área desmatada.

E o maior percentual de aumento no desmatamento foi mesmo no Estado do Amazonas, chegando a 54%, uma área 769 km², seguido de Rondônia, com 963 km² de desmatamento, um aumento de 51%.

Os aumentos nas ameaças as florestas levaram o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), como providência, a notificar os três estados principais, para que apresentem, em até 60 dias, os dados do desmatamento devidamente autorizado.

Confrontado com os dados do Inpe e do Prodes, as autorizações permitirão com que o IBAMA possa impor aos Estados as sanções previstas às áreas desmatadas de forma ilegal.

Para a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, em fala ao Portal G1, autorizações provisórias de funcionamento em Mato Grosso foram fatores que estimularam o corte da floresta.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Curiosidades Natureza

O Ibama demonstra um acréscimo de 31% no esforço de fiscalização no combate a esses crimes. Mesmo assim, áreas não consolidadas estão sendo clandestinamente convertidas com desembargos administrativos e judiciais em Mato Grosso.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo