O filósofo alemão do século 19 Arthur Schopenhauer disse em certa ocasião de sua vida uma verdade irrefutável sobre os Animais em geral e a relação boa ou não que os seres humanos podem desenvolver com eles, a saber: “a compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter, e quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem”. É justamente do humilde e distante país insular do Sri Lanka, ou antigo Ceilão como foi um dia conhecido, localizado no Oceano Índico, ao sul da Índia, que vem o exemplo notável de compaixão, respeito e bondade para com um animal, que diante de uma primeira percepção errônea, não passa de uma fera irracional e medonha, ou como alguns teimam em dizer, de um assassino de homens e outras espécies.

Trata-se de um exemplar de crocodilo que foi encontrado atolado em um dos inúmeros canais daquele país, aliás, o maior crocodilo do qual se tem notícias de surgir por lá, uma vez que o animal pesava aproximadamente 1 tonelada e tinha de comprimento a medida de 5,2 metros. O crocodilo foi visto no último dia 7 de novembro, segunda-feira, dentro de um canal que fica na cidade de Matara. Além de ser uma espécie selvagem, por estar fora do seu habitat natural, poderia ferir mortalmente tanto a adultos como as inúmeras crianças que brincam e vivem naquela região do Sri Lanka.

As autoridades competentes acionaram logo os agentes ambientais para que partissem rumo ao local onde o réptil estava e se utilizaram da força mecânica de uma escavadeira, podendo, dessa maneira, capturar o crocodilo de modo que ele não se machucasse e conduzi-lo com relativa segurança em direção ao rio de nome Nilwala, que fica bem distante de onde o bicho foi encontrado, conforme informações veiculadas pela agência de notícias internacional Reuters.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento Natureza

Quando o crocodilo foi localizado, apresentava dificuldades visíveis para se locomover, muito provavelmente por causa do seu peso absurdo. Tanto foi assim, que Ravindra Kumar, protetor ambiental local, explicou o seguinte sobre a manipulação do imenso crocodilo: “nós o levamos para o local de onde havia saído. Ele estava muito pesado para ir por conta própria".

Parabéns ao Sri Lanka e a sua população pelo respeito e cuidado com a vida de uma outra espécie que divide com o ser humano a mesma casa ou lar, que é o planeta Terra.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo