Preso na Penintenciária da Papuda, em Brasília, o ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) tem figurado recentemente nos notícias pelos escândalos de corrupção que tem assolado o governo liderado pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Detido após a Polícia Federal ter encontrado R$ 51 milhões em espécie em um apartamento que utilizava em Salvador, na Bahia, o ex-ministro traz em sua ficha uma história no mínimo curiosa sobre a vida em Brasília, onde cresceu acompanhando o pai, o ex-deputado Afrísio Vieira Lima.

Publicidade
Publicidade

Ainda nos anos 1970, Geddel foi colega do astro do rock Renato Russo, da Legião Urbana, no colégio Marista.

Segundo a biografia Renato Russo: O Filho da Revolução, do jornalista Carlos Marcelo, Russo considerava Geddel “insuportável”. A turbulenta relação entre o ícone da Música e o acusado de corrupção teria gerado até mesmo um apelido por parte de Russo, que batizara Geddel de “suíno” como forma de irritar o então colega.

Ainda segundo a biografia, Geddel tentava se aproximar dos grupos de trabalhos escolares de Renato Russo, mas a falta de afinidade entre os dois e o suposto desinteresse do futuro deputado, ministro e interno da Papupa pelos estudos mantinham a dupla separada no ambiente escolar.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Música

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo