O que era pra ser uma festa acabou em tragédia na tarde de domingo 24 , na Praçinha do Areão, tradicional cartão postal da cidade de Itabira, interior de Minas Gerais. O crime foi testemunhado pelos participantes do evento e a gravação já foi postada nas redes sociais.

Grande parte dos frequentadores do “3º Encontro de Dançarinos” era adolescente com idade entre 16 e 20 anos. Informações iniciais dão conta que confusão teria iniciado entre duas moças.

Em seguida uma terceira teria entrado confusão e agrediu uma das envolvidas que já estava no chão. Até o momento não se sabe o que teria iniciado a confusão nem as motivações para o crime.

Mas imagens é possível ver que durante as cenas de selvageria diversas pessoas estavam assistindo a briga sem esboçarem nenhuma tentativa de separar a briga. Entre chutes, puxões de cabelo e socos apareceu uma pessoa e aplicou vários golpes na vítima que caiu agonizando.

Uma pessoa ainda não identificada estava filmando e incentivando a briga. Durante a confusão foi possível ouvir alguém gritos de “deixa morrer, deixa morrer”.

Rosiane Maila Gonçalves de Brito, vítima de golpes de canivete foi amparada por colegas até a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU. Ela recebeu atendimento ainda no local, não resistiu e faleceu no Pronto Socorro Municipal de Itabira.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

A outra jovem de 19 anos identificada como Jéssica Gonçalves Oliveira também ficou ferida durante a confusão e não corre risco de morte. Ela seria irmã da vítima.

Mas redes sociais o crime causou espanto das pessoas. O que mais assusta é ver muita gente incentivando a briga e gritando para matar!”! Cadê o amor ao próximo? As pessoas perderam o respeito pela vida. Mais uma prova do fim dos tempos! O amor de muitos esfriaria... muito triste!, desabafou Míriam.

Absurdo, deixaram matar a garota sem fazer nada. Bando de gente sem coração. Ainda gritavam deixa matar deixa matar. Queria ver se fosse com alguém da família deles. Agora fiquem com a dor na consciência. Se é que tem. Que Deus conforte o coração da família de Rosiane” postou Mirella.

No início da noite a Polícia Militar de Minas Gerais já teria identificado três suspeitas de participação no homicídio.

Uma pessoa menor de idade já foi presa e primeiro homicídio do ano já está sendo investigado pela Polícia Civil.

Veja o vídeo

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo