Um crime de estupro foi registrado na manhã de sexta-feira (09), no bairro Jardim Recanto, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba (MG). A vítima, uma mulher de 44 anos que não teve seu nome revelado, disse que o estupro foi filmado pelo estuprador. Nenhum suspeito foi preso. De acordo com informações repassadas pela Polícia Militar, a vítima estava subindo a avenida Fátima Porto quando um homem em uma motocicleta se aproximou e perguntou as horas.

No entanto, a mulher disse que não sabia. O sujeito estacionou a sua motocicleta e continuou perguntando por um endereço. Diante da nova negativa, o acusado ficou nervoso e empurrou a vítima para um matagal. A vítima ainda disse para a polícia que o criminoso estava armado com uma faca e a ameaçou de morte caso ela não tivesse relações sexuais com ele. Segundo a vítima, ela foi forçada a fazer sexo oral no sujeito. Como se não bastasse, ele ainda queimou a sua barriga com um cigarro.

Conforme consta no Boletim de Ocorrência (BO), a mulher disse que o estuprador filmou os abusos com o celular. Ainda, de acordo com a vítima, ele teria enviado o vídeo para alguém ou até mesmo divulgado na web, pois quando o indivíduo estava gravando o vídeo, ele também gravou um áudio se gabando e dizendo: “E aí, mano, olha aí, já é a segunda de hoje, to mandando bem”. Segundo a polícia, a vítima chegou a lutar com o estuprador.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Conforme consta no BO, a vítima foi agredida no rosto, teve a sua blusa rasgada e em um descuido do criminoso, ela o chutou, momento em que o mesmo cravou uma faca em sua perna, fugindo em seguida do local, tomando rumo desconhecido. No entanto, a mulher saiu de dentro do matagal, chegou até a margem da avenida e conseguiu pedir socorro.

Uma equipe do SAMU foi acionada. Quando os socorristas chegaram ao local informado, a mulher estava com uma faca cravada em uma de suas pernas.

Ela recebeu os primeiros atendimentos e em seguida, foi levada para o Hospital Regional para receber atendimento médico. A Polícia Militar esteve na cena do crime. Conforme descreveu a vítima, o criminoso era um homem moreno e forte, que estava de camiseta branca, calça jeans e tênis. Os policiais fizeram uma ronda na localidade, mas o acusado não foi encontrado. O caso está sendo investigado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo