Mais uma grande queda na venda de carros novos foi registrada no Brasil, agora, diagnosticada no último mês de maio. Segundo a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), que representa os concessionários de veículos, esta é a quinta queda mensal seguida no país, o que reflete a atual situação complicada da economia brasileira, que dificulta a disposição do consumidor para compra, sobretudo, de carros novos.

De acordo com informações da Fenabrave, as vendas de automóveis novos, sejam carros leves, caminhões ou ônibus, caíram 3,04% em comparação de abril para maio.

Publicidade
Publicidade

Em comparação com o mesmo período do ano passado, a queda é ainda mais drástica: 27,5%, o que denuncia o agravamento da Crise econômica do Brasil, que vem afetando diversos setores da indústria no país. Além disso, a queda registrada em maio é a pior dos últimos oito anos.

Crescimento do mercado de conserto de carro

Com a crise econômica instalada e acentuada no país desde 2014, e a consequente crise na indústria automotiva com a queda na venda de carros novos, o mercado de conserto de carros segue na linha contrária a crise e tem apresentado constantes índices de crescimento no Brasil.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Política

Em maio, por exemplo, mês no qual foi registrada a maior queda nas vendas de carros novos no país, no caso do mercado de conserto de carros ocorreu exatamente o contrário, houve o maior índice de crescimento registrado até então, alta de 5% em comparação com o mês anterior.

Para Thiago Micheloni, gerente da Arsenal Car, e-commerce de autopeças ligado ao grupo Zenne, considerado o maior grupo de importação e distribuição de autopeças no país, esse crescimento vem acontecendo de forma natural.

Publicidade

"Com o comércio de carros novos em queda é natural que as pessoas comecem a investir mais em seu veículo usado, fazendo troca de peças e suas manutenções periódicas, com isso, o mercado de peças para reposição se mantém aquecido. Em geral, o mercado está alta. Se há pouca venda de veículos novos as fábricas de autopeças dispõem de um estoque maior para a reposição. Por outro lado, sabemos da dificuldade do dia-a-dia. Temos que adaptar o estoque, disponibilizando, inclusive, produtos para modelos mais antigos", explica Micheloni.

Vantagens

Dentre as vantagens de se investir no conserto do carro ao invés de investir na compra de um veículo novo está o barateamento dos gastos. "A conta recai sobre o consumidor, pois comprar um veículo mais novo pode acarretar em parcelas mensais, IPVA mais caro, peças e acessórios com valores mais caros. Com isso, o consumidor faz a conta e muitas vezes desiste da compra de um veículo 0km", afirma Micheloni.

Expectativa

Mesmo com a possibilidade de retomada de crescimento da economia do país, e, consequentemente, a possível retomada do aumento das vendas de carros novos no país, a expectativa do mercado de conserto de carros é a de continuar em constante crescimento.

Publicidade

"A venda de carros novos deve recuperar impulso juntamente com a economia do país. À medida que as pessoas retomarem seu poder de compra, o setor automotivo ganhará fôlego. Quanto ao varejo de autopeças, a expectativa é de um mercado aquecido, onde podemos ter uma crescimento de cerca de 12% em 2015", garante Micheloni.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo