Se dentro do Brics (bloco internacional que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) o Brasil vê o protagonismo da qualidade do ensino superior ser todo da China, na América Latina a situação favoravelmente se altera. No mês de maio, a empresa britânica QS divulgou a lista da quinta edição do ranking sobre as melhores universidades do continente e a universidade de São Paulo (USP) está em primeiro lugar, seguida de perto pela Universidade de Campinas (Unicamp), no segundo posto.

Publicidade
Publicidade

Primeira rankeada em 2014, a Pontíficia Universidade Católica do Chile (UC) caiu para a terceira posição no presente ano. Em termos de produção de pesquisa, o Brasil também lidera com sobras. Nove das dez instituições mais bem colocadas neste quesito são brasileiras.

Na pesquisa mais ampla, que engloba as 300 melhores universidades da América Latina, o Brasil também corre na frente dos demais países. Segundo dados da QS, os brasileiros lideram neste quesito ao terem o maior número de instituições, 79 no total.

Ben Sowter, responsável pela área de pesquisa da empresa britânica, coloca Brasil e Chile em um outro patamar: “Nota-se que as instituições de ensino superior do México, Colômbia e Argentina alcançaram níveis de excelência em áreas tidas como específicas, contudo, não têm a mesma estrutura que as melhores universidades brasileiras e do Chile”, conclui Sowter.

Tendência é crescer

Embora satisfeito com os resultados alcançados, o reitor da USP, professor Marco Antonio Zago, reconhece dificuldades e oscilações naturais a cada ano.

Publicidade

Por outro lado, acredita em uma tendência de crescimento geral por meio da “pesquisa competitiva” e “recursos qualificados”.

“Nós representamos uma grandiosa universidade de massa, com aproximadamente 90 mil alunos, ao passo que a imensa maioria de instituições de ensino que lideram os demais rankings são bem menores. Ainda assim, possuímos pesquisa altamente competitiva e reconhecida, além de sermos formadores de qualificados recursos humanos”, avalia Zago.

Leia tudo