Em face da hipótese mais provável de rejeição a aprovação da CPMF Governo trabalha com a alternativa de liberar o jogo no Brasil.

Bingos e cassinos seriam os liberados num primeiro momento, junto com sites na internet. Entretanto, pensa que deve estabelecer regras claras com o objetivo de suprir o rombo no Orçamento da União que oficialmente é estimado em R$30 Bilhões. Segundo a revista Veja, a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, consultaram os parlamentares sobre esta possibilidade.

A proposta teria sido levantada durante reunião com senadores aliados, na última terça-feira e um dos argumentos pesados para a regulamentação foi o fato de que hoje jogos são praticados sem controle pela internet, em sites estrangeiros. Atualmente no país, os jogos de azar são considerados uma contravenção, punidos com multa e prisão.

Ainda segundo a revista, os deputados das bancadas presentes à reunião se mostraram favoráveis à ideia e segundo estes, a regulamentação dos jogos na internet poderia ser o passo inicial, bem como a liberação de bingos e cassinos em regiões turísticas, ou ainda que turísticas sejam pouco atrativas, com o objetivo de criar empregos e renda e novos roteiros de viagens.

Chama a atenção a consulta feita aos parlamentares pela própria presidente, tomando pra si a articulação Política antes feita pelo vice-presidente Michel Temer. Dilma Rousseff pretende ainda realizar reuniões com as bancadas nas próximas semanas visando a implementação das propostas. È também uma tentativa de estabelecer um diálogo com deputados e senadores em um momento de baixa popularidade e com o pedido de impeachment em processo acelerado na Câmara.

O governo precisa economizar quase R$70 bilhões de reais no próximo ano e ainda cobrir o rombo de R$ 30 bilhões do ano corrente.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Política

Ontem mesmo o presidente da câmara deputado Eduardo Cunha afirmou que não haveria clima para a aprovação de aumento de impostos no Congresso, e isto incluí a CPMF.

Reunida novamente com os deputados aliados hoje (quinta 17) a presidente afirmou que o Brasil não suportará as consequências da derrubada dos vetos aos projetos da pauta-bomba que concede aumento de 60% aos servidores do Judiciário nos próximos quatro anos e que geraria um impacto de R$ 25,7 bilhões extras até 2018 e mais R$ 10 bilhões por ano depois disto.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo