A cidade de Pontes e Lacerda esta localizada a 450 km da capital do Mato Grosso, Cuiabá. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população no ano de 2010 era de mais de 41 mil habitantes. O garimpo de ouro foi muito presente nesta cidade entre as décadas de 80 e 90, o que aumentou a economia local e de toda a região.

A recente descoberta de ouro na serra, a aproximadamente 20 km da cidade, vem atraindo milhares de pessoas nos últimos dias, a cidade está sendo chamada de Serra Pelada do Mato Grosso.

Essa região possui um histórico de produção de ouro, e até hoje funcionam minas como a Aura Minerals.

Estão sendo publicadas na internet imagens de pepitas de ouro encontradas na região, o que vem chamando a atenção de muitos garimpeiros e curiosos. Aestimativa é de que mais de duas mil pessoas já foram atraídas para a região para se aventurar no garimpo em busca de encontrar a sua pepita.

De acordo com divulgações locais, a região onde foram localizadas as primeiras pepitas é particular e fica na Serra do Monte Cristo.

Várias imagens foram divulgadas nas redes sociais mostrando os acampamentos improvisados para a realização de escavações ilegais.

O Governo do Estado do Mato Grosso está em busca de providências para efetuar a reintegração de posse da região, que está protegida por questões ambientais, pois estes garimpeiros estão em atividades ilegais. O exército brasileiro foi notificado do acontecimento e já prepara uma operação para lidar com as invasões dos garimpeiros.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Natureza

O Governo do Estado do Mato Grosso, em nota, divulgou a confirmação da notícia do garimpo ilegal no município e garantiu que "por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), informa que está monitorando a situação de um garimpo na cidade.O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) também está atento à situação, para preservar a ordem pública e prevenir qualquer conflito na região, localizada na divisa com a Bolívia.

No entanto, até o momento não foi registrado nenhum crime transfronteiriço que exija a atuação do Gefron no local".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo