Após o desastre do rompimento da barragem deFundão em Mariana (Minas Gerais) que causou a destruição de casas em Santarém, a morte de várias pessoas e gerou pânico na população, háoutras barragens com a possibilidade de virem a se romper.As instalações de Santarém e Germano estão com o percentual abaixo do recomendado pelas regras do Brasil que é de 50% e respectivamente com 22% e 37% no aspecto segurança fora dos padrões estabelecidos.

SAIBA O QUE A CATÁSTROFE CAUSOU AO MEIO-AMBIENTE

Os danos foram enormes e as dimensões dos prejuízos, tanto materiais quanto ecológicos, são incalculáveis.Moradores perderam seus lares, locais de trabalho, pertences, documentos e o seu habitat natural.

O Rio Doce (Governador Valadares) foi atingido pela lama que, além de causar a morte dos peixes, contaminou a água com minerais pesados e tornou inviável a sua utilização.

SAMARCO: QUE PROVIDÊNCIAS PARA MELHORAR A SITUAÇÃO?

De acordo com a empresa responsável, para amenizar o problema das barragens, será necessário um prazo de 75 dias de reparos (Santarém) e 90 dias (Germano), pois a mesma está com rachaduras visíveis. Caso ocorra outro desmoronamento, o desague da lama traria sérias consequências ambientais pois o volume de resíduos acumulados é maior.

PODERÁ A ÁGUA DO RIO DOCE SER USADA PARA O CONSUMO?

Há versões diferentes para o caso, o IGAM afirma que os metais contidos na água estão se reduzindo, mas outros analistas contestam a informação; para eles, levará mais de 10 anos para que o Rio Doce volte ao normal.

É o maior desastre já ocorrido em barragens e seguramente a maior catástrofe ambiente do Brasil. Cabe às autoridades responsáveis dar o apoio e ajuda ás vítimas de Mariana, pois as perdas são grandes e a Samarco, que é a responsável por vitimar o acontecido, tem a obrigação moral de pagar todos os prejuízos e criar condições e métodos de despoluir o Rio Doce, fiscalizar as suas estruturas e não deixar que ocorra novamente.Afinal as pessoas merecem respeito e a Natureza precisa ser preservada, e principalmente os rios, pois sem água as pessoas não conseguem sobreviver.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Natureza

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo