A Organização das Nações Unidas (ONU) trouxe a público nesta sexta-feira, 27, uma iniciativa do Governo brasileiro: a doação de 3,5 mil toneladas de arroz e feijão para fortalecer o programa de segurança alimentar em Cuba. A doação ocorreu no dia 20 passado e deve atender a cinco províncias do país caribenho.

De acordo com a ONU, 1,5 mil toneladas dos grãos deve ser estocado em Cotorro, região leste da ilha, para ser utilizado em caso de catástrofes naturais.

Cuba é um dos países da região do Caribe que mais sofre com tornados e furacões e este estoque ajudará a atender mais de 275 mil pessoas que geralmente ficam em situação de vulnerabilidade.

O restante, 2 mil toneladas, devem ser armazenados para atender a crianças, mulheres grávidas e idosos acima de 65 anos em situação de extrema pobreza, informou Laura Melo, representante do PMA em Cuba.

Para o conselheiro de cooperação da embaixada brasileira em Cuba, Thiago Carvalho, “é uma honra oferecer essa doação”.

Já Damary Vilá, representante do Ministério do Comércio Exterior e Investimento de Cuba, o gesto do governo brasileiro fortalece ainda mais a amizade entre os dois países.

Sobre o Programa Mundial de Alimentos (PMA)

O PMA é uma iniciativa da ONU criada em 1963. De acordo com a organização, tornou-se o maior programa de combate a fome no mundo. Anualmente, as doações atendem mais de 90 mihões de pessoas em 80 países, sendo 58 milhões de crianças.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Negócios

No Brasil, a iniciativa recebe desde 2011 o nome de Centro de Excelência contra Fome por ser uma parceria entre o PMA e o Governo Federal. Além de combater a pobreza extrema no país, 18 nações da América Latina, do Caribe, da África e da Ásia são ajudados pelo escritório em Brasília.

Por aqui, a iniciativa também prevê o compartilhamento de informações e boas práticas para a nutrição saudável, e, diz a ONU, já pode ser vista como uma ferramenta de excelência na luta contra a fome e proteção social.

"Buscamos servir como plataforma global de conhecimentos sobre alimentação escolar, nutrição e segurança alimentar e nutricional", diz em nota. 

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo