Depois de ser anunciado o bloqueio temporário por 48 horas do WhatsApp, o aplicativo Telegram, que tem funções semelhantes, conseguiu no impressionante tempo de 3 horas mais 500 mil novos usuários no país.

O bloqueio foi iniciado à meia noite de quinta-feira. Isso acontece após o anúncio feito pela Justiça de que as operadoras de telefones celulares precisarão bloquear o aplicativo de mensagens. A determinação judicial terá de ser cumprida pelas principais operadoras de telefonia móvel do país, entre elas Tim, Vivo, Claro e Oi.

A decisão foi tomada a partir da primeira vara criminal de São Bernardo do Campo. Segundo o órgão, o aplicativo de mensagens não acolheu a determinação judicial feita em 23 de julho de 2015. Após ter sido notificado mais uma vez, o WhatsApp continuou sem responder e uma multa foi fixada por causa do não cumprimento da determinação. Toda essa situação decorre em caráter de segredo, não se sabe exatamente quais regras o aplicativa teria quebrado ou descumprido.

De acordo com o TJ-SP,o aplicativo de mensagens continuou semresponder, o que fez com que o Ministério Público requeresse o bloqueio dos serviços pelo tempo de 48 horas; isso baseado nas leis do Marco Civil da Internet, que são relativamente novas.

O presidente do órgão SinditeleBrasil afirmou que as operadoras precisam acolher o mando do Ministério Público, mas que ao fazê-lo elas não estão visandoseus próprios interesses. De acordo com o presidente, é do interesse das operadoras seguir as regras impostas mas que elas desejam que estas sejam mais leves para o setor de telefonia no país.

Já aconteceu antes

Não foi a primeira vez que se tentou bloquear o WhatsApp no território brasileiro. A primeira tentativa ocorreu depois que umjuiz de Teresina, no Piauí, pediu que as operadoras ofizessem porque o aplicativo de mensagens não contribuiu para investigações policiais que ocorreram no estado.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
WhatsApp

O juiz pediu que esses dados fossem fornecidos para uma investigação que vinha se desenrolando desde o ano de 2013.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo