A história do vídeo da Fabíola, que saiu para fazer unha e foi flagrada em um motel com o amigo do seu marido, ainda não acabou. Depois da divulgação do vídeo em que ela e Léo foram encontrados juntos e de vídeos íntimos da bancária terem sido compartilhados na rede, o marido dela pode ter que pagar uma indenização de mais de R$ 150 mil. A informação é do site “Rondônia ao vivo”.

De acordo com a publicação, Carlos Eduardo pode ser enquadrado em diversos crimes como violação de intimidade, injúria e dano ao patrimônio privado.

O site consultou um advogado, que esclareceu a situação do marido de Fabíola. Se no momento em que tudo foi gravado alguém tivesse chamado a polícia, o único a ser preso seria Carlos Eduardo.

Traição não é crime, ou seja, Fabíola não fez nada que pudesse ter que responder criminalmente, mas o marido dela fez. De acordo com o profissional, ele até poderia ter filmado o flagrante, mas nunca divulgado a filmagem. O vídeo só poderia ser usado em juízo. A partir do momento que ele foi postado na internet foi cometido o crime de violação de intimidade, que pode ser enquadrado artigo no artigo 140 do Código Penal.

Só por isso, ele pode ter que cumprir 4 anos de cadeira e ter que pagar uma multa de R$ 37 mil. Esse crime se enquadra como injúria.

Já a destruição do celular da moça e danos ao veículo de Léo se encaixam em crime de dano a patrimônio privado. A pessoa pode ser condenada a 4 anos de reclusão e indenização de aproximadamente R$ 6.000,00.

Caso seja comprovado que os vídeos íntimos de Fabíola foram divulgados por ele, como vingança, ele pode receber multa de mais R$ 37 mil e mais 4 anos de cadeia.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Vagas Educação

Além da condenação citada pela injúria, ele pode ser obrigado a pagar possíveis custos de mudança de endereço da vítima, sua ex-mulher, Fabíola.

Por fim, uma ação de danos à imagem deverá ser ajuizada e pode resultar em multa de mais de R$ 100 mil. Além do marido, a pessoa que filmou pode ser acionada por crimes de dano ao patrimônio privado e violação da intimidade, contou a reportagem do Rondônia ao vivo.

Os atos do marido de Fabíola podem resultar em 16 anos de reclusão e mais de R$ 150 mil de multa.

Veja o vídeo:

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo