Uma notícia de grande repercussão tomou de surpresa a cidade do Crato, no estado do Ceará. Durante a missa na catedral da cidade, neste domingo, dia 13, o arcebispo da diocese, Dom Fernando Panico, anunciou que, por decisão do Vaticano, Padre Cícero fora perdoado das punições impostas pela Igreja Católica, entre os anos de 1892 e 1926.

O arcebispo revelou que recebeu a comunicação do Vaticano pelo secretário do Papa Francisco, o cardeal Pietro Parolin.

Nas palavras do sacerdote, a igreja Católica, historicamente, buscou a reconciliação com Padre Cícero. De acordo com o assessor do bispo do Crato, Armando Rafael, a decisão do Santo Padre representa também uma forma da própria igreja pedir perdão pelas penas imputadas ao padre, que é tido como santo pelos habitantes da cidade.

O ato de reconciliação possui um valor de aproximação e reabilitação do padre Cícero junto à igreja Católica.Dom Fernando Panico fez questão de salientar, durante a missa dominical, que a reconciliação da igreja não quer dizer, necessariamente, que o padre Cícero possa ser canonizado. No entanto, o sacerdote reconheceu que isto pode representar o primeiro passo para uma possível beatificação.

As punições impostas pela igreja

Após as sucessivas notícias de milagres que vinham da antiga vila, que deu origem à cidade de Juazeiro, o bispo de Fortaleza, na época, Dom Joaquim, em 1889, proíbe Padre Cícero de fazer qualquer tipo de menção aos fenômenos que vinham acontecendo. Nos anos seguintes, até 1926, o padre sofreu sucessivas punições, as quais incluíram a proibição de ministrar sacramentos, realizar pregações e até celebrar missas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Religião

Todas as penas culminaram com a excomunhão do clérigo, por volta de 1916. Após revogada sua expulsão da igreja, em 1921, padre Cícero decide ficar em Juazeiro, mas, em 1926, sofre nova suspensão, sendo esta a última em vida.

Na justificativa enviada pelo Papa Francisco, há uma preocupação em focalizar a atuação do padre Cícero como um sacerdote, que, a seu tempo, viveu uma fé baseada nas coisas simples.

Este fato foi o suficiente para que ele estabelecesse uma profunda ligação com os habitantes da antiga vila, que virou cidade.

Desta ligação, nasceu a profunda admiração e devoção do povo cearense pelo padre tido como santo, "o padim ciço".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo