A partir da madrugada de amanhã (17), às 0h de quinta-feira, todas as principais operadoras brasileiras terão que bloquear o popular aplicativo WhatsApp. O bloqueio deve durar 48 horas e ser aplicado em todo o Brasil.O SindiTelebrasil é responsável por grandes operadoras, como a TIM, Vivo, Oi, Claro, Algar e Sercomtel, e confirmou que há a determinação judicial. A decisão veio de São Bernardo do Campo, da 1ª Vara Criminal da cidade, mas está em segredo de Justiça em ação criminal.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, a empresa não teria atendido a uma determinação judicial no dia 23 de julho deste ano. Ainda de acordo com o tribunal, o Whatsapp foi notificado uma segunda vez no dia 7 de agosto desse ano, e teria que pagar multa caso não cumprisse o solicitado. Novamente, a empresa não teria atendido à determinação da justiça.

Por causa da suposta falta de resposta, o Tribunal da Justiça informou que o Ministério Público brasileiro solicitou o bloqueio dos serviços do Whatsapp durante período de 48 horas.

Este bloqueio foi solicitado tendo como base a lei presente no Marco Civil da Internet.

O presidente do sindicato das operadoras, Eduardo Levy, foi rápido em afirmar que as operadoras irão apenas cumprir a lei ao bloquear o serviço, e que não é do interesse delas fazer isso. Ele afirma que o único interesse das operadoras é que as regras sejam mais suaves nesta área.

Tentativa anterior

Essa não é a primeira vez que o Whatsapp cria polêmica ou recebe tentativa de bloqueio.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia WhatsApp

Em fevereiro de 2015, juiz de Teresina, no Piauí, pediu que operadoras suspendessem o serviço. De acordo com ele, a empresa teria se negado a dar informações para investigação policial.

De acordo com pesquisa feita pela Anatel no fim do ano passado, o Whatsapp, ao lado da crise brasileira, acaba "matando" 10 milhões de linhas de celular no país. Por isso, o serviço já virou notícia diversas vezes pela dor de cabeça que acaba causando às operadoras.

No Twitter, usuários rapidamente começaram a lamentar o bloqueio do aplicativo tão popular e buscar alternativas, como o Viber, iMessage ou Telegram. As piadas não demoraram a aparecer.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo