Nesta quinta feira (17/12) por liminar do TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo) o WhatsApp voltou a funcionar e as operadoras de telefonia móvel serão notificadas para desbloquear o acesso ao app.

Eduardo Levy (presidente do sindicato TeleBrasil) informou que as empresas irão restabelecer as atividades de envio e recepção de mensagens do aplicativo, quando forem informadas pela justiça.

De acordo com Levy as operadoras cumpriram a ordem recebida, que foi a de bloquear e desbloquear as mensagens e acataram o que foi determinado pela justiça brasileira.

As operadoras Tim e Vivo já permitiram o uso dos clientes e a Oi liberou o WhatsApp.

O (desembargador Xavier de Souza da 11ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo) concedeu a liminar, liberando o funcionamento do WhatsApp. Ele informou que não seria correto que os usuários fossem prejudicados por causa da empresa, pois a mesma não informou o solicitado a justiça, Em decorrência o aplicativo foi bloqueado gerando transtorno as pessoas que o utilizam.

AFINAL PORQUE BLOQUEARAM O WHATSAPP?

O WhatsApp não prestou as informações solicitadas pela justiça no dia 23/07/15 e outra do dia 07/08/15 e havia uma multa estabelecida caso a ordem não fosse cumprida.

Por esse motivo o Ministério Público interrompeu os serviços pelo prazo de 48 h, de acordo com a Lei do Marco Civil da internet.

Ocorreu uma investigação de roubo a bancos e caixas eletrônicos por ladrões e a justiça de São Bernardo do Campo (ABC) solicitou a suspensão dos serviços do WhatsApp, mas o mesmo não liberou as mensagens que os meliantes usaram no aplicativo. As informações ajudariam a Polícia na averiguação dos fatos.

A Juíza Sandra Marques (1ª vara criminal) havia concedido à verificação das conversas dos criminosos, mas o WhatsApp não havia passado as informações.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia WhatsApp

Por esse motivo fixaram uma multa diária de R$100 mil reais e chegou a ficar em torno de R$6 milhões, de acordo o SPTV (telejornal local brasileiro da TV Globo São Paulo),

Diante do ocorrido o MP (Ministério Público) e a polícia solicitaram o bloqueio do WhatsApp e a justiça aceitou o pedido, bloqueando o aplicativo.

O MAIS ACESSADO

O aplicativo é omais acessado pelos usuários, segundo pesquisa da Conecta (plataforma web do ibope inteligência), em 2º lugar está o Facebook. Neste ano de 2015 deverá ultrapassar mais de 900 milhões de usuários ativos no Brasil.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo