As tentativas de combater a poluição em Laguna não param, e depois da detecção de inúmeras irregularidades em construções da cidade, agora foi a vez de um dos hotéis mais tradicionais cair no cerco que os fiscais ambientais vem fazendo.

Localizado próximo à praia do Mar Grosso, o Ravena Hotel foi multado em mais de R$ 800 mil por algumas infrações ambientais, entre elas, por estar atuando com a licença ambiental vencida.

De acordo com os fiscais da Vigilância Sanitária, da Defesa Civil e da Fundação do Meio Ambiente, o estabelecimento é um dos que operam com linhas de esgotos irregulares na cidade, gerando um sério risco a saúde pública.

Segundo a prefeitura de Laguna, 73 dos 155 quartos de hotel estavam ocupados no momento, e os 162 hóspedes instalados nas acomodações devem deixar o local em breve após a interdição. Até que regularize a situação, o hotel não poderá retornar as atividades, embora a gerência tenha dito que não mandará ninguém embora e que já entrou na Justiça com um pedido para reverter esta decisão.

Além deste estabelecimento, a prefeitura de Laguna, que na próxima semana realizará um dos maiores carnavais do estado, está fazendo vistorias em todos os hotéis e pousadas da cidade.

Os responsáveis culpam a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) por não possuir uma rede de esgoto nas proximidades. Para o gerente da Casan de Laguna, qualquer responsabilidade acerca deste caso é inteiramente do hotel, que deveria ter uma estação de tratamento de esgotos antes de despejar os resíduos no mar.

A prefeitura vem neste verão realizando a fiscalização por toda a praia do Mar Grosso e em seguida, na Prainha do Farol. De acordo com as informações, aproximadamente 400 prédios foram vistoriados nos dois últimos anos, mas poucos fizeram alguma melhoria para reverter o problema.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Turismo

Além de multa, os proprietários deverão responder por crime ambiental junto ao Ministério Público.

Qual a sua opinião sobre a fiscalização ambiental em Laguna? Compartilhe esta notícia e colabore com a preservação da cidade.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo