A capital do estado do Pará (Belém) completará 400 anos no dia 11 de janeiro. Durante todas as comemorações que a prefeitura da cidade irá promover, em um ponto turístico da capital paraense, o Portal da Amazônia, será anunciado por uma empresa do ramo de planos de saúde, que Belém terá o projeto de bicicletas compartilhadas, que será de extrema importância para a qualidade de vida dos belenenses e sem deixar de mencionar a melhora da mobilidade no trânsito.

Serão disponibilizadas um total de 10 estações, conforme parceriafirmada com a Prefeitura, assim o espaço espaço na cidade ficará mais saudável. A primeira cidade do norte do Brasil a receber o projeto será Belém e a partir do mês que vem (fevereiro) os moradores e turistas já poderão usufruir da novidade.

Já se tem certos 10 pontos, onde serão as estações e cada uma delas terá 10 bicicletas disponíveis, sendo que qualquer pessoa pode fazer uso das mesmas.

Para isso, será necessário que seja feito o registro na internet, e para que a bike seja destravada será necessária uma ligação de telefone ou o uso de um aplicativo.

Oa valores entre R$ 5,00 e R$60,00, sendo que o primeiro é para uma diária e o segundo é o valor para uma anuidade. O usuário poderá utilizar a bicicleta por até 90 minutos, porém, será necessário um intervalo de 15 minutos entre eles.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Tendências

''Fazer com que a saúde seja trabalhada de forma preventiva e construtiva, é um grande ponto que sempre seguimos. Toda a cidade deverá ter essa ''saúde'', e para isso temos por obrigação levar a mesma por todos os lugares'', disse Simone Varella, que éa diretora de Comunicação e Marketing do plano de saúde Hapvida.

O monitoramento das bicicletas será feito por chips, que permitem que se saiba com quem está a bicicleta e esse monitoramento será feito 24 horas, todos os dias, incluindo finais de semana.

Um empresa terceirizada (Samba) será responsável pela manutenção da bicicletas. Tal empresa também é responsável por essa parte em outras cidades onde o projeto está implantado. Os locais onde as estações ficarão: no Ver-o-Peso, Praça da República, Forte do Castelo, Praça Batista Campos, Mangal das Graças, Praça Amazonas,Praça Dom Pedro II, Tamandaré com 16 de Novembro, Portal da Amazônia e Praça Pedro Teixeira.

A superintendente de Mobilidade Urbana de Belém, Maisa Tobias, disse: ''A população deverá ter uma grande índice de aprovação em relação ao projeto, pois já se sabe que a utilização desse tipo de transporte melhora a produtividade no trabalho, isso em consequência da melhora da saúde. As pessoas chegam mais rápido aos lugares, economizando assim dinheiro e tempo, obviamente isso dependerá da rota a ser executada''.

Atualmente a capital paraense possui exatamente 88 quilômetros de ciclovias. A iniciativa de compartilhamento de bicicletas teve início na Europa com o chamado Bike Sharing. Hoje esse modelo está presente em muitas cidades mundo afora. No ano de 2011 o projeto chegou no Brasil, e cidades como São Paulo, Recife, Fortaleza, Belo Horizonte e Rio de Janeiro já fazem parte do projeto. Lembrando que a iniciativa também está presente em outras cidades por todo o Brasil.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo