Dentre os inúmeros efeitos negativos que a possível chegada da lama de Mariana (Minas Gerais) em Abrolhos (Bahia) pode gerar, um dos mais preocupantes é com relação aos impactos a biodiversidade do lugar. Segundo ambientalistas e técnicos do IBAMA, os sedimentos podem prejudicar, de forma catastrófica, a atividade de fitoplâncton, algas e corais, em todo o arquipélago, localizado na região sul baiana.

Ainda de acordo com os especialistas, existe a possibilidade de haver o extermínio de espécies de corais, que já são vulneráveis às mudanças do clima de forma geral.

Publicidade
Publicidade

Tais mudanças tornam às águas do oceano mais ácidas, o que leva à morte dessa espécie.

Abrolhos é um dos maiores patrimônios ambientais, não apenas do Brasil, mas de toda a América Latina. O arquipélago fica em uma região marítima vista como uma das mais singulares do Oceano Atlântico, devido, justamente, a sua rica biodiversidade, que agora está ameaçada pelo avanço do “mar de lama”, oriundo da tragédia da barragem em Mariana, ocorrida em novembro passado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Natureza

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo