Na noite de quinta-feira (10), uma aluna foi assassinada em um dos laboratórios de biologia da UnB - Universidade de Brasília. De acordo com o G1, Louise Ribeiro, 20 anos, estudante de biologia foi assassinada por outro estudante da instituição.

Saibam como o crime aconteceu

A Polícia Militar do Distrito Federal, informou que Louise foi dopada por clorofórmio e logo depois asfixiada dentro do laboratório de biologia por volta das 22 horas de quinta-feira (10). Foi detido na manhã desta sexta-feira (11) o estudante Vinícius Neres, 19 anos, que confessou o crime.

Segundo a PM, o motivo do crime, foi a recusa da jovem de manter um relacionamento com Vinícius.

Na delegacia a mãe de Vinícius que não quis ser identificada, afirmou que ele e a vítima chegaram a namorar, mas que já haviam terminado e que o filho já estava em outro relacionamento. A mãe do rapaz estava inconformada com a acusação e chegou a dizer que "meu filho nunca faria isso e que ele estava em casa durante toda a noite".

Vinícius armou uma emboscada para Louise

O capitão da PM, Jorge da Silva, relatou que Vinícius ligou para Louise pedindo que ela o encontrasse no laboratório e que iria se matar, caso ela não fosse ao seu encontro.

Foi assim que ele convenceu a estudante a se dirigir até o local, onde ela foi assassinada.

A frieza do assassino é de um sociopata covarde, afirma o capitão da PM

O capitão Silva, ainda disse que a frieza com que o assassino descreveu o crime, dando risadas o tempo todo e sem aparentar nenhum remorso, aponta para um perfil sociopata.

Vinícius, confessou que matou a estudante, em seguida a enrolou em um colchão inflável, colocou o corpo da jovem no carro e a deixou no Setor de Clubes Norte, próximo a UnB. A polícia chegou ao local, uma área de cerrado, depois que o assassino confesso indicou onde o corpo estava.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Chocados com o crime

Uma estudante que não quis se identificar, afirmou que Vinícius era obcecado por Louise, eles eram colegas de classe, ela ainda afirma que o rapaz era considerado "estranho".

Colegas de Louise, professores e funcionários da Universidade de Brasília, estão chocados com o crime. Todos afirmam que a garota era muito educada, dócil e sorridente. Infelizmente mais um caso de feminicídio, interrompe de forma covarde a vida de uma jovem mulher.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo