A Lava Jato deflagrou nesta madrugada desta terça-feira (22), a sua 26ª operação, nomeada de Operação Xepa com objetivo de apreender pessoas ligadas ao esquema, tendo o Grupo Odebrecht como um dos alvos.

A Operação Xepa conta com um total de 380 policiais federais envolvidos, que cumprirão 110 ordens judiciais - e como principal foco está o Grupo Odebrecht. Os policiais cumprem 67 mandados de busca e apreensão, 28 de condução coercitiva, 11 de prisão e 4 de prisão preventiva.

Os mandados estão sendo cumpridos um dia após a Operação Polimento, a 25ª fase da Lava jato ser deflagrada em Portugal, fase que pegou oempresário Raul Schmidt Felipe Junior, que estava foragido desde julho de 2015.

Com fortes indícios de que o Grupo Odebrecht utilizou mercado paralelo para pagar propina a terceiros, dos quais muitos estão ligados ao poder público, em todas as áreas.

Os envolvidos serão acusados de vários crimes, como, formação de quadrilha, crime de Corrupção, lavagem de ativos, entre outros.

Os presos serão enviados a Curitiba onde ficarão presos na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, enquanto os acusados de condução coercitiva serão ouvidos em suas localidades.

Em nota, a Polícia Federal disse que o Grupo Odebrecht fazia uso de mercado paralelo como forma de acobertar em suas contabilidades, o pagamento indevido a terceiros, com intuito de beneficiar-se em contratos do Governo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Lava Jato

Entre os beneficiários deste esquema de propina, havia pessoas ligadas ao poder público, que facilitavam o Grupo nas licitações em âmbito governamental.

A Operação Xepa é um desdobramento da Operação Acarajé, que foi deflagrada na 23ª fase da Lava Jato. Nesta operação o marqueteiro João Santana e sua mulher Monica Moura foram presos e levados para Curitiba onde aguardam julgamento.

O hotel, onde inclusive estava hospedado o ex-presidente Lula, oGolden Tulip, está ocupado pela PF.

Lá também residem vários políticos, porém Lula deixou o hotel esta madrugada.

A Polícia Federal continua as investigações da Lava Jato, e é isso que a população brasileira, conforme pesquisa, quer que aconteça. O povo brasileiro em sua maioria, quer ver os culpados de corrupção presos e a justiça cumprida.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo