Durante as três horas em que esteve sob depoimento na Polícia Federal, o ex-presidente Lula não conseguiu evitar sua irritação em determinado momento do episódio. De acordo com o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que acompanhou parte dos trabalhos no interior do aeroporto de Congonhas, aonde as declarações foram tomadas, Lula queixou-se da falta de necessidade de se adotar tal prática, por meio de sua condução até a PF, de modo coercitivo.

Lula foi um dos alvos da vigésima quarta fase da operação comandada pelo juiz Sérgio Moro, nesta sexta feira, dia 04.

Além do ex-presidente, foram cumpridos outros mandados de busca e apreensão nos estados da Bahia e Rio de Janiero, além de outros pontos em São Paulo. O que se refere ao ex-líder sindical, teve sua execução na cidade de São Bernardo do Campo e contou também com uma busca no apartamento da família.

O objetivo da operação é verificar o favorecimento de Lula pelo seu amigo, o pecuarista, José Carlos Bumlai e as empresas investigadas pela operação, na aquisição do sítio em Atibaia e do triplex, na praia do Guarujá, litoral paulista.

A irritação de Lula com os pedalinhos

O ex-presidente deixou transparecer toda a sua irritação quando foi questionado sobre a existência de dois pedalinhos existentes no lago do sítio, em Atibaia. Irritado, Lula retrucou que aquela pergunta não estava a nível da Polícia Federal. Ambos foram presentes de um militar que era assessor do líder petista.

A pergunta que selou o descontrole do ex-presidente

Quando questionado sobre a propriedade do triplex no Guarujá, Lula não conseguiu evitar a sua irritação.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lula Corrupção

Mais uma vez, negou que a propriedade era sua e mandou que os policiais devolvessem a pergunta para o autor da mesma.

O ex-presidente foi questionado quanto à sua relação com outros petistas, tais como José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Estes foram amplamente defendidos pelo mesmo.

Em meio ao depoimento, Lula adiantou-se e tratou de desqualificar todas as declarações feitas pelo senador Delcídio do Amaral, acusando o parlamentar de delações desesperadas e sem sentido, para tentar livrar-se das acusações que pesam sobre ele.

Ao final dos trabalhos, o ex-presidente reclamou de toda aquela situação, que na sua opinião, era muito constrangedora, pois sempre se dispôs a prestar todos os esclarecimentos possíveis, sempre que foi convocado.

Lula deixou a sala da PF ainda com a roupa de ginástica que vestia pela manhã, quando foi surpreendido pela chegada dos policiais federais em seu apartamento.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo