Mais de 30 mil manifestantes cercaram a sede da Rede Globo em São Paulo na noite desta última quinta-feira (24) em um protesto. O processo intitulado "Ato em Defesa da Democracia - A saída é pela esquerda" foi pacífico, mas deixou a direção da emissora extremamente preocupada.

A marcha seguiu por várias ruas e avenidas da capital paulista e contou com pessoas favoráveis à permanência de Dilma Rousseff na presidência da república.

A Globo era acusada, durante todo o protesto, de apoiar um golpe contra a democracia no Brasil. Um dos organizadores do protesto disse que a marcha finalizou na porta da Rede Globo porque "é uma empresa que está apoiando o golpe contra a democracia" e que "isto os brasileiros não podiam permitir".

O início do protesto foi por volta das 18h30, quando os manifestantes saíram da avenida Faria Lima indo para a zona sul de São Paulo, passando pela avenida Juscelino Kubitschek, entre outras.

Quando já eram quase 21h00, os manifestantes estavam chegando à sede da Globo e os gritos de protesto ficaram mais fortes.

"Barrar a direita no governo, no congresso e nas ruas" e "Golpe nunca mais, eu tô nas ruas por direitos sociais", foram alguns dos gritos ouvidos no protesto.

Quem participou do protesto foi o presidente do PT, Rui Falcão, que afirmou ter muita gente de importantes setores sociais participando deste golpe, além da Globo, e que o Impeachment da presidente Dilma seria um retrocesso para o país.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Televisão

"Não haverá estabilidade com impeachment", garante Falcão.

Ainda de acordo com o presidente do Partido dos Trabalhadores, o STF deve retirar imediatamente a suspensão de Lula para o cargo de ministro da Casa Civil, pois ele "é um brasileiro exemplar, ficha limpa, não tendo nenhum impedimento para vir a ser ministro", o que aliás, de acordo com Dilma, seria uma importante ajuda para tirar o país da crise.

Os protestos contra a Rede Globo estão aumentando, inclusive nas redes sociais, onde muitos se manifestam acusando a emissora de não ser imparcial na transmissão dos fatos. A emissora nega tudo e já avisou em seus telejornais que a Globo não realiza “grampos” e nem produz provas, apenas mostra a verdade.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo