O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, afirmou em entrevista que o Governo Federal estuda, dentre outras medidas, a demissão de parte dos servidores federais.

A intenção do Governo Federal é clara, diminuir o 'peso' da folha salarial que paga aos servidores federais. Recentemente foi utilizada a estratégia de taxar e conseguir benefícios em acordos com instituições financeiras que recebem o pagamento dos funcionários federais.

Ao que parece essa estratégia, que tem expectativa de gerar quase R$ 1 bilhão por ano aos cofres do governo, não será suficiente para aliviar a falta de recursos da União.

Com a economia enfraquecida e a crise Política na qual está mergulhado, o governo ainda sofre significativa baixa de arrecadação.

Nelson Barbosa afirmou que o governo federal está "estudando" medidas como a demissão de servidores federais. Caso opte por esse caminho, será necessário que o governo consiga a aprovação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), capaz de conceder esse poderque hoje o Executivo não possui.

Como os servidores federais têm a premissa da estabilidade e o ingresso nos cargos adquiridos mediante concurso público, haverá necessidade de engajamento e forte apoio político, coisas que hoje a presidente da República não dispõe.

Na tentativa de tirar a economia da inércia, Nelson Barbosa, planeja propor um 'pacotão de medidas', das quais a principal seria viabilizar modos para que estados e municípios consigam pagar suas dívidas com o Governo Federal.

Recentemente o Ministério da Fazenda solicitou permissão para fechar o ano com um rombo de quase R$ 100 bilhões na conta. A idéia é fazer concessões à indústria de forma a conseguir "retomar o crescimento do PIB".

A economia enfraquecida, sem expectativas de melhora e um processo de impeachment em andamento, somente comprometem os planos de Nelson Barbosa para conseguir retomar crescimento, demitir servidores federais...

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Governo Política

O que mais emperra os atos dos últimos ministros que passaram pela Fazenda (Levy e Barbosa), é justamente a falta de credibilidade do Governo Federal e em especial a falta de apoio político, afinal a qualquer momento a administração petista pode vir a ruir.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo