O empresário Ronan Maria Pinto, sócio e presidente do Diário do Grande ABC, foi preso na manhã desta sexta-feira (1º), em Santo André, na27ª fase da Operação Lava Jato. Além dele,Sílvio Pereira, mais conhecido como "Silvinho Land Rover", ex-secretário-geral do PT, também foi preso na operaçãochamada "Carbono 14". A ação conta com 50policiais federais que estão cumprindo 12 ordens judiciais, sendo 8mandados de busca e apreensão, 2 de prisão temporária e 2de condução coercitiva.

Leia também:Impeachment no Michel Temer já está sendo arquitetado

De acordo com a Lava Jato, o empresário de Santo André é suspeito de ter recebido R$ 6 milhões de reais para comprar o maior jornal regional do Brasil.

Ronan aindaé dono daExpresso Nova Santo André, empresa de ônibus que também está sendo alvo de busca e apreensão.

Os crimes sob investigação da Polícia Federal são de fraude, extorsão, falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Os presos foram encaminhadospara a Superintendência da Polícia Federal, que fica em Curitiba (PR).

Diário do Grande ABC

Uma das empresas de Ronan, o Diário do Grande ABC, está sendo alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal e hoje, logo nas primeiras horas da manhã, os funcionários não puderam entrar na sede do jornal por conta da operação.

Por volta das 8h30, a entrada foi liberada parcialmente para que colaboradores e jornalistas pudessem circular em parte do prédio onde não ocorria a ação dos policiais.

Leia também: Juiz Sergio Moro se torna incompetente para julgar

Caso Celso Daniel

Em entrevista cedida a radio Jovem Pan, hoje de manhã, o irmão de Celso Daniel, assassinado em janeiro de 2002, Bruno Daniel, afirmou que a operação Lava Jato é um caminho que poderá trazer respostas para o crime que ocorreu com oex-prefeito de Santo André.“Eu acho que a Lava Jato avança e a gente tem a expectativa que haja esclarecimentos em relação a tudo o que aconteceu com meu irmão e outras pessoas que foram mortas depois dele”.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lava Jato

Vale reforçar que o nome do empresário chegou a ser citado em 2012, quando ooperador do mensalão, Marcos Valério, disse em depoimento que Ronan estava chantageando o ex-presidente Lula por ter informações sobrea morte de Celso Daniel e que por isso foi paga a quantia de R$ 6 milhões.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo