Thaís Santana, de 35 anos, foi o pivô da discussão e morte de PM Jaime Mariano Pavel, de 30 anos, que a flagrou saindo de um motel em Irajá, Zona Norte do Rio de Janeiro, com seu amante, o policial civil, Leonardo Cabral de Araújo, de 41 anos, na noite da última terça-feira (12).

No momento em que Jaime se aproximou do carro onde os amantes estavam, houve uma discussão e intensa troca de tiros. O PM levou três disparos, Leonardo foi atingido na região da cintura. Os dois homens foram socorridos e levados até o Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

Jaime não resistiu aos ferimentos e veio a óbito, Leonardo passou por uma cirurgia e o estado de saúde dele é estável.

De acordo com o jornal O Globo, a viúva do PM, vem sendo duramente criticada nas redes sociais. E será proibida de comparecer ao enterro do marido

Safada e vagabunda. Thaís é esculachada na internet

A viúva do PM Jaime, vem sofrendo com as hostilidades nas redes sociais. Sua página no Facebook, recebeu uma enxurrada de críticas de pessoas desconhecidas e de amigos do policial militar.

Em seu depoimento ontem, Thaís, que é professora em uma escolha primária, próxima ao Morro da Pedreira, estava muito abalada e disse que não sabe como lidar com a morte do marido, comamante internado e com o julgamento que vem recebendo nas redes sociais.

Na página do Facebook de Jaime, Thaís também é escrachada, são várias as mensagens direcionadas a ela, na quais é chamada de vagabunda e safada.

Idas e vindas

Amigos do casal disseram que o relacionamento deles era bastante conturbado, principalmente por causa das suspeitas que Jaime tinha em relação a possíveis traições da sua esposa. Infelizmente o relacionamento de oito anos do casal, que tem um filho de 5 anos, terminou de forma trágica.

Um dos amigos do casal que não quis se identificar, chegou a dizer que não foi a primeira vez que Thaís teve um caso fora do casamento. Afirmou ainda que Jaime era muito apaixonado por ela e por isso havia perdoado a esposa em outras ocasiões.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Velório e enterro

O enterro de Jaime deve acontecer na tarde desta quinta-feira (14), no Cemitério de Irajá, RJ. Amigos da família do PM, afirmam que Thaís foi proibida pelos pais de Jaime a comparecer no velório e de acompanhar o enterro do marido. Muitos policiais militares do 2º Batalhão da Polícia Militar e da UPP do Lins, onde Jaime atuou, devem prestar as últimas homenagens ao amigo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo