Neste domingo, 19,um protesto foi realizado por um grupo a favor da presidente afastada Dilma Rousseff em pleno voo. A aeronave em questão levava os deputados Paulinho da Força (Solidariedade) e Beto Marsur (PRB) de São Paulo para Brasília. A gritaria começou quando o avião já teria decolado. Isso pode atrapalhar a segurança. Aeromoças tiveram que intervir na situação e solicitar que os manifestantes ficassem quietos. Paulinho e Beto ficaram ainda mais conhecidos por no dia 17 de abril votarem "sim" pelo prosseguimento do processo de impeachment de Dilma. A votação teve ao todo 367  votos favoráveis à questão. 

Em entrevista ao portal de notícias G1, o deputado Mansur informou que o grupo que protestava fazia parte do sindicato do Banco do Brasil, que é estatal e nos últimos 13 anos foi coordenado por uma administração petista.

Mansur estava na primeira fileira do avião. Já Paulinho da Força estava um pouco mais atrás. Ele conta que o passageiro se levantou no meio do voo para atacar Paulinho. Com uma Câmera na mão, ele gravou tudo o que ocorria. O homem diz que Força é "golpista". Enquanto isso, o parlamentar sequer olha para o manifestante. Ele, inclusive, pega uma das revistas e começa a folhear, mostrando que não está nem um pouco importado com o grupo. 

No vídeo, os manifestantes ironizam o nome do deputado, chamado-lo de "Paulinho da Farsa". O parlamentar também foi chamado de "fascista". Outro vídeo mostra Mansur batendo boca com os manifestantes. Ele disse que foi defender o amigo. "Eu não achei certo aquilo. Eu comecei a dizer que fascistas eram eles, que quem tinha dado voto [para a Dilma] foram eles", revelou o deputado mostrando irritação total.

Os melhores vídeos do dia

O grupo só sossegou a #Manifestação depois que um grupo de comissários de bordo disse que chamaria a Polícia Federal assim que a aeronave pousasse. O deputado Paulinho da Força teria preferido não comentar o protesto. Ninguém acabou detido por conta da ação dos manifestantes. 

Veja abaixo o vídeo com o protesto polêmico:

#PT #Protestos no Brasil