Um vídeo gravado pela plateia mostra o juiz Sérgio Moro sendo ovacionado pelo público durante um show do Capital Inicial em Curitiba, capital do Paraná, na noite do último sábado (25). As imagens mostram o magistrado assistindo a apresentação da banda no camarote do Teatro Positivo, um dos maiores da cidade paranaense.

O vídeo completo do juiz Sérgio Moro sendo aplaudido mostra o momento em que a banda mineira para de cantar, antes de apresentar a canção “Que país é esse”, um dos hinos contra a corrupção no país. O vocalista do grupo Capital Inicial então anuncia para a plateia que o juiz está no teatro e pede uma salva de palmas para o magistrado.

Nesse instante a multidão vira-se de costas para o palco e começa a aplaudir e ovacionar o juiz. As palmas duram mais de um minuto e, timidamente, o juiz agradece a homenagem.

No vídeo completo, o vocalista do Capital Inicial revela a presença do magistrado. “Dedico essa música a Sérgio Moro, o juiz, que está aqui assistindo. Não sei onde ele está”, anuncia o vocalista. Nesse momento a plateia de aproximadamente duas mil pessoas se vira para o camarote e começa uma salva de palmas intensas ao magistrado. O teatro estava lotado. Nesse instante a multidão grita o nome do juiz, que mais uma vez agradece.

Vídeo do juiz Sérgio Moro no show do Capital Inicial

O vídeo dos aplausos ao juiz Sérgio Moro rapidamente ganhou as redes sociais. Na comunidade “República de Curitiba” as imagens já tiveram mais de 500 mil acessos.

Os melhores vídeos do dia

Junto com o vídeo, foi ainda escrito um recado aos críticos da atuação do magistrado paranaense. “Falam que ele não faz nada além da obrigação. Quando a conduta ilibada for regra, não precisaremos mais aplaudir quem tem uma postura exemplar. Por enquanto, ovacionamos de pé”, diz a mensagem.

Na página do grupo Capital Inicial o vídeo dos aplausos ao juiz Sérgio Moro também foi compartilhado e amplamente curtido entre os seguidores. Alguns dos comentários criticam a homenagem ao juiz. “Que vergonha Dinho, dedicar um clássico desses a um juizinho parcial do PSDB e da Globo. É por essas e outras que não vemos mais bandas de rock como as de antigamente”, diz a mensagem.